A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

24/03/2015 10:17

Plantões serão mantidos até abril e questão volta a ser discutida na quinta

Flávia Lima
Profissionaisi da saúde tem realizado reuniões semanais com o Executivo para definir a questão. (Foto:Arquivo Campo Grande News/Marcelo Calazans)Profissionaisi da saúde tem realizado reuniões semanais com o Executivo para definir a questão. (Foto:Arquivo Campo Grande News/Marcelo Calazans)

O eventual corte dos plantões dos servidores que atuam na rede pública de saúde do município será novamente discutido na próxima quinta-feira (26) às 14 horas, quando a categoria voltará à mesa de negociações com representantes da prefeitura.

Segundo a presidente da Associação dos Enfermeiros de Campo Grande, Sonia Maria Ferreira dos Santos, até que a situação seja definida, ficou acordado entre as partes que será mantida a escala antiga dos profissionais, que continuam tendo direito a 14 plantões mensais. O corte previa no máximo dez.

“Para continuar atendendo a população com qualidade precisamos manter esse esquema de trabalho, principalmente nesse período que estamos com casos de dengue e problemas respiratórios lotando os postos”, afirma Sonia.
A manutenção da escala antiga de plantões será mantida até o final de abril, mas os profissionais querem bater o martelo sobre como ficará o quadro a partir de maio, antes do final do mês, por isso outras reuniões devem ocorrer nos próximos dias.

O que vem dificultando um acordo é o fato de a prefeitura afirmar que são necessários corte de gastos em todas as secretarias e o eventual corte nos plantões significaria uma economia de cerca de R$ 5 milhões em gastos com folha de pagamento.

Para ajudar na solução do problema, os membros do Conselho Municipal de Saúde entregaram um documento ao Executivo sinalizando algumas sugestões de cortes que não interfiram nos plantões.

De acordo com Sonia Ferreira, que também integra o Conselho, a principal sugestão é a de que a prefeitura apresente ao Conselho todos os projetos que pretende implantar na área da Saúde para que não ocorra desperdício de dinheiro e a viabilidade da implantação seja discutida com todos.

Ajuda

A categoria tem uma jornada de 40 horas semanais e os plantões representam pelo menos 50% dos ganhos mensais dos servidores. O presidente do sindicato dos trabalhadores de enfermagem e técnicos de enfermagem do município, Hederson Fritz Morais, acredita que o corte nos plantões irá acarretar em sobrecarga para o servidor, tendo em vista que a demanda é crescente.

A coordenadora do fórum estadual de saúde, Silmara Teixeira, ressalta que, infelizmente, os plantões representam “boa parte” dos salários dos servidores, além disso, são necessários para suprir o deficit existente na saúde.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions