A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

17/07/2014 13:39

PM cria companhia e põe 120 para combater crimes no Centro

Lidiane Kober
Polícia Militar reforça policiamento no Centro de Campo Grande com companhia independente (Foto: Marcelo Calazans)Polícia Militar reforça policiamento no Centro de Campo Grande com companhia independente (Foto: Marcelo Calazans)

A região central de Campo Grande conta, a partir desta quinta-feira (17), com uma unidade independente da PM (Polícia Militar) para intensificar o combate à criminalidade. A novidade é resultado do desmembramento do 1º Batalhão para formar a 5ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), com efetivo de 120 homens.

A decisão, publicada na edição de hoje do Diário Oficial do Estado e assinada pelo governador André Puccinelli (PMDB) e pelo secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, frisa que o 1º Batalhão da PM é responsável pelo policiamento ostensivo e preventivo de muitas regiões, incluindo a Central, do Lagoa e Imbirussu, além dos municípios de Sidrolândia e Terenos.

Além disso, pondera que a região Central “engloba várias comunidades distintas”. Diante do tamanho da área de fiscalização, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública transformou a 3ª Companhia de Polícia Militar do 1º Batalhão na 5ª Companhia Independente. A medida remaneja os 120 policias e a estrutura deles para atuar exclusivamente no centro da cidade.

“Essa é uma luta antiga, estamos em festa, porque o avanço é significativo”, disse o presidente do Conselho Comunitário de Segurança da Área Central, Adelaido Spinosa Vila. A vantagem, segundo ele, reside no fato de, a partir de agora, a equipe ser independente e não correr o risco de ser remanejada para atuar em outras áreas do 1º Batalhão da PM.

“Tudo o que é dela (da Companhia), será dela. Se tem efetivo de 120 homens, não será subdividido. As multas arrecadadas e a verba conquistada com campanhas, será aplicada no treinamento da equipe e na compra de equipamento para o grupamento”, destacou Adelaido.

Para ele, a decisão atende a necessidade da região “que mais circula pessoas por dia em todo o Estado”. “A nossa maior preocupação é o período noturno, principalmente, por conta do alto índice arrombamento de telhado”, comentou.

Segundo o presidente do conselho de segurança, o projeto “Reviva Centro fragilizou as fachadas dos comércios e facilitou a ação de usuários de drogas”. “É mais fácil arrebentar o forro dos telhados do que arrombar portas”, explicou.

Questionado se a 5ª Companhia ganhará reforço extra dos atuais 120 que atuavam na 3ª Unidade da PM, Adelaido contou que, inicialmente, não há previsão. “Mas, como agora, a equipe é independente, assim que o governo chamar e treinar quem passou no concurso, naturalmente, uma parte será remanejada para a gente”, ressaltou.

Na manhã desta quarta-feira, primeiro dia de validade do decreto 14.002, por volta das 11h, a equipe do Campo Grande News andou pelas principais ruas do centro e não conseguiu localizar equipe da PM para fotografar e ilustrar a reportagem.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...
Crianças do Vespasiano Martins recebem Papai Noel e ganham presentes
As crianças do loteamento Vespasiano Martins, na periferia de Campo Grande, receberam a visita especial do Papai Noel neste sábado (16). Foram distri...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions