A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/04/2012 13:10

PM faz parceria na campanha de doação de sangue do HU

Luciana Brazil
A coordenadora Eliana diz que expectativa é que 600 policiais façam a doação de sangue.(Foto: Simão Nogueira)A coordenadora Eliana diz que expectativa é que 600 policiais façam a doação de sangue.(Foto: Simão Nogueira)

Com o objetivo de manter o estoque de sangue do HU (Hospital Universitário) equilibrado, teve início hoje a campanha de doação de sangue realizada pelo Núcleo Hemoterápico do HU em parceria com a PM (Polícia Militar), que irá acontecer até o próximo sábado (28).

Na solenidade de abertura da campanha, o comandante-geral da PM, coronel Carlos Alberto Davi, discursou sobre a importância da parceria e afirmou que a PM sempre estará disposta a auxiliar.

As doações de sangue, feitas por policiais militares, poderá ser realizada no HU e também no Hemosul (Centro de Hematologia Hemoterapia de Mato Grosso do Sul).

A ação tem expectativa de receber cerca de 600 policiais, além de aumentar o cadastro de doadores de medula óssea do hospital, conforme explicou a coordenadora geral da Hemorrede, Eliana Dalla Nora.

Eliana frisou também o cotidiano enfrentado pelos militares, o que pode também estreitar o elo com os cidadãos que precisam de sangue. “Eles estão também do outro lado da situação. Então, como eles vivenciam os fatos, eles sabem das necessidades”.

Tenente Cleide Maria ressaltou que policiais são formados para servir a sociedade de todas as maneiras. (Foto: Simão Nogueira)Tenente Cleide Maria ressaltou que policiais são formados para servir a sociedade de todas as maneiras. (Foto: Simão Nogueira)

Para a PM a expectativa é superar a demanda do hospital e aumentar o número de doadores, como afirmou a tenente Cleide Maria da Silva Martins. “O policial é formado para servir e nós não medimos esforços para ajudar a população. Estamos sempre dispostos a ajudar de todas as formas”, frisou.

A policial Renata Borges, 34 anos, há 13 anos já é doadora de sangue e segundo ela, a atitude é de extrema importância. “Temos que ajudar e uma hora a gente pode precisar. Pode ser alguém da família ou até nós mesmos”, concluiu.

A campanha já foi realizada outras vezes com a PM e, de acordo com Eliana, as parcerias acontecem também com outras instituições.

Segundo a coordenadora de captação do Núcleo Hemoterápico do HU, Ângela Maura, a demanda do hospital chega a 700 bolsas de sangue por mês. Se houver 30 doadores por dia no núcleo de captação, o estoque seria de 500 a 600 bolsas, conforme explicou Ângela. “Desta forma, nós utilizaríamos menos o estoque do Hemosul”. A coordenadora ressalta também que a campanha que teve início hoje é voltada para abastecer o banco de sangue do HU.

A policial Renata já é doadora há anos e confirma que estará presente na campanha. (Foto:Simão Nogueira)A policial Renata já é doadora há anos e confirma que estará presente na campanha. (Foto:Simão Nogueira)

Horário das doações: No Hospital Universitário as doações de sangue poderão ser feitas apenas no período matutino, das 7h às 12h, de segunda a sexta-feira. No hemosul a captação é feita também no período da tarde, de 12h às 18h. No sábado, os militares poderão fazer a doação no Hemosul, das 7h às 12h.

Critérios para doar: Para fazer a doação alguns critérios precisam ser cumpridos, entre eles, é ter peso acima de 50 Kg e idade entre 16 e 68 anos. Os homens podem doar até quatro vezes ao ano, respeitando um intervalo mínimo de dois meses. Já as mulheres, podem fazer a doação até três vezes ao ano, obedecendo a um intervalo de três meses. Homens e mulheres com idade acima de 60 anos devem fazer um intervalo de seis meses.

Pessoas com doenças hematológicas, cardíacas, renais, pulmonares e hepáticas não podem fazer a doação. Pessoas com diabetes, hipertireoidismo, hanseníase, tuberculose, câncer, doenças auto-imunes, e doenças infecciosas, transmissíveis pelo sangue, como Aids, também não podem doar sangue.

Doadores com gripes ou resfriados devem aguardar sete dias após o restabelecimento para doar novamente.

Alguns medicamentos também podem impedir a doação, já as vacinas impedem temporariamente a doação.

A Hemorrede orienta que os doadores se alimentem antes de fazer a doação, lembrando que não é o mesmo processo exigido para exames laboratoriais. Os centros responsáveis pela captação afirmam que a alimentação deve ser sempre feita de forma saudável, evitando alimentos com excesso de gordura antes da doação.



Parabéns aos PM MS/Equipe do NHU e HEMOSUL, esse trabalho conjunto vem de encontro aos interesses da população, ações dessa natureza só tende a acrescentar. Meu filho tem Leucemia e precisa do TRANSPLANTE DE MEDULA ÓSSEA COM URGÊNCIA. Obrigada aos futuros: DOADORES DE SANGUE e DOADORES VOLUNTÁRIO DE MEDULA ÓSSEA. Quem sabe seja um de vocês o Doador do Victor Hugo?
 
DIRCE APARECIDA COELHO em 24/04/2012 01:33:17
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions