A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

13/10/2015 15:00

PM testa totem com câmeras como mais uma arma contra criminalidade

Luana Rodrigues
Equipamento tem 6 câmeras, sensor de presença para evitar vandalismo e interfone de emergência. (Foto: Marcos Ermínio)Equipamento tem 6 câmeras, sensor de presença para evitar vandalismo e interfone de emergência. (Foto: Marcos Ermínio)
Valdir Gonçalves de 55 anos, tem uma empresa bem em frente a onde o aparelho foi instalado. (Foto: Marcos Ermínio)Valdir Gonçalves de 55 anos, tem uma empresa bem em frente a onde o aparelho foi instalado. (Foto: Marcos Ermínio)
Odontologista Caroline Arantes, 34 anos, acredita que equipamento garante mais segurança. (Foto: Marcos Ermínio)Odontologista Caroline Arantes, 34 anos, acredita que equipamento garante mais segurança. (Foto: Marcos Ermínio)

O equipamento de aproximadamente quatro metros de altura, instalado desde o último sábado(10), na Rua da Divisão, bem em frente a entrada do condomínio residencial Village Parati em Campo Grande, chama a atenção, mas ainda causa dúvidas a moradores e comerciantes. "Eu vi que estavam instalando ali, mas nem sei para o que serve", disse o tapeceiro Valdir Gonçalves de 55 anos, que tem uma empresa bem em frente a onde o aparelho foi instalado.

Para esclarecer as dúvidas, o comandante metropolitano do PM, coronel Francisco Assis Ovelar, explica que o totem é um posto avançado de videomonitoramento da Polícia Militar, que foi fornecido gratuitamente pela empresa de tecnologia avançada Helper, para testes que devem durar 90 dias. Ainda de acordo com o comandante, o local para instalação foi escolhido porque tem grande fluxo de veículos e pessoas, além de dar acesso a vários bairros. "É uma maneira de coibir a criminalidade e as infrações de trânsito na região", disse.

Com seis câmeras de monitoramento, sensor de presença para evitar vandalismo e interfone de emergência, o equipamento deve começar a funcionar ainda nesta semana e ficará no local até o dia 10 de janeiro. "Se for realmente para exercer essa função é muito bom, porque aqui tá dando muito ladrão, roubo de carro, casa...", complementa o tapeceiro Valdir.

Uma das câmeras instaladas gira até 360° e tem alcance de até 1.500 metros. Além disso, o equipamento também emite mensagens educativas programadas para comunicar e alertar, blindagem e sistema de alarme anti-vandalismo. "Para o nosso estabelecimento é ótimo, porque aqui não dá pra ficar nem com a porta aberta, garante mais segurança", considera a odontologista Caroline Arantes, 34, que possui um consultório próximo ao equipamento.

A corretora Isa Rosa Silva, 43, moradora do condomínio Village Parati, também acredita que o aparelho traz mais tranquilidade. "É mais uma forma de garantir segurança já que tem monitoramento", diz. O residencial tem mais de duas mil casas e cerca de 5 mil moradores.

Já o moto-entregador Rodrigo Souza, não concorda com a instalação do aparelho, porque acredita que renderá multas por infrações de trânsito. "Eu acho ruim porque eles dizem que é pra segurança, mas estão é multando o pessoal. Falam que é para uma coisa e no final das contas é outra", diz.

Segundo Ovelar, as imagens gravadas no equipamento serão encaminhadas a Base do Aero Rancho, que vai agir conforme a necessidade das ocorrências. Os vídeos ficarão arquivadas por até 30 dias. "Como já dissemos, é tudo um teste. Caso a Sejusp(Secretaria de Justiça e Segurança Pública) entenda que o equipamento é satisfatório, deve abrir uma licitação para comprar ou alugar ", disse.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions