A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

27/03/2015 09:47

PM vai relatar ao Ministério Público riscos em boate onde houve briga

Renan Nucci
Interior da boate ficou completamente destruído. (Foto: Direto das Ruas)Interior da boate ficou completamente destruído. (Foto: Direto das Ruas)
Vidros da bilheteria foram quebrados.Vidros da bilheteria foram quebrados.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar vai encaminhar ofício ao MPE (Ministério Público Estadual) solicitando providências quanto à confusão generalizada ocorrida nesta madrugada, em Campo Grande, e que terminou com feridos e um rastro de destruição na boate Wood's, localizada nos Altos da Avenida Afonso Pena. Segundo a polícia, o local estava aparentemente superlotado e os usuários encontraram dificuldades para sair durante o tumulto.

De acordo com o coronel Marcos Paulo, era por volta das 04h00 quando uma equipe do Choque que transitava pela Avenida Afonso foi acionada por seguranças e representantes da casa visivelmente desesperados com a briga. Os policiais chegaram ao local e a confusão já havia terminado, no entanto, por causa da grande quantidade de frequentadores, muitas pessoas não conseguiam deixar o estabelecimento.

“Não fomos lá para prender ninguém. Fizemos uma intervenção apenas para manter a ordem e garantir que os usuários conseguissem sair do interior da casa em segurança”, disse o coronel, afirmando que foi notada superlotação e por isso vai informar as autoridades competentes para que alguma medida seja adotada. “É preciso tomar providências. Tinha muita gente demais e as pessoas não conseguiam sair pelas portas de emergência. O boletim de ocorrência será encaminhado ao Ministério Público”, explicou.

Furto – Durante o tumulto, uma mulher de 22 anos teve a bolsa furtada dentro da boate. Ela procurou a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro ainda na madrugada para relatar o ocorrido. Segundo ela, o pertence contendo documentos pessoais, cartão bancário, dinheiro e um Iphone estava guardado na gaveta do bangalô do camarote, desaparecendo durante a confusão.

Briga generalizada – Informações apontam que tudo começou com empurra-empurra na pista de dança, entre brigões que foram separados pelos seguranças. Quando tudo parecia resolvido, alguém atirou uma garrafa contra um deles, levando a situação ao total descontrole. De acordo com relatos, fotos e vídeos publicados em redes sociais, frequentadores do camarote atiravam objetos nas pessoas que estavam na pista e que, por sua vez, revidavam na mesma proporção. Garrafas, baldes e objetos de decoração foram usados como armas, deixando feridos.

A casa - De acordo com Leonardo Buchmann, advogado do grupo Wood's, a situação ainda é averiguada. Segundo ele, a briga começou na pista e foi controlada. A direção acionou a PM (Polícia Militar), mas ele não soube informar se houve detidos. “Estamos averiguando os fatos, foi preservada a vida dos clientes e foi acionada a PM, porque não admitimos impunidade. Mas estamos analisando para não dar informações vagas”, afirma. Segundo ele, a boate Wood's vai divulgar mais informações no período da tarde.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions