A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 22 de Janeiro de 2018

25/08/2011 17:04

Polícia vai responsabilizar nove adolescentes e pais por grupo de sexo

Viviane Oliveira

A maioria dos adolescentes envolvidos tem registro na Polícia como vítima de violência familiar, diz Polícia

Delegada apresenta camisetas apreendidas pela Polícia. Em uma delas tem os dizeres Experimenta. (Foto: Simão Nogueira)Delegada apresenta camisetas apreendidas pela Polícia. Em uma delas tem os dizeres "Experimenta". (Foto: Simão Nogueira)

A Polícia irá responsabilizar nove adolescentes pelo crime de estupro de vulnerável e os pais por quatro crimes de violência familiar, segundo as delegadas da Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude), Aline Sinotti Lopes, e da DPCA (Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente), Regina Mota.

Segundo a delegada da Deaij, praticar sexo com adolescente a partir de 14 anos, desde que seja consensual, não é crime. Os maiores de 14 anos que mantiveram relações com adolescentes abaixo dessa idade, no entanto, irão responder por estupro de vulnerável.

De acordo com Regina Mota, os pais serão responsabilizados pelos crimes de corrupção de menores, por serem coniventes como o fato de a residência ter sido usada para orgias, e por abandono intelectual, pois é dever dos pais acompanhar os filhos na escola.

Os pais também serão responsabilizados por abandono de incapaz e por maus-tratos. Ainda conforme a delegada, a maioria dos adolescentes envolvidos tem registro na Polícia como vítima de violência familiar. Apenas um dos adolescentes também irá responder por ameaça.

A delegada Aline explica que os encontros começaram através de um grupo de dança na escola chamado “Os Atrevidos”. A direção da escola começou a perceber que o que era para ser uma atividade extracurricular foi tomando outra conotação e acabou com o grupo na escola. O diretor também foi chamado a prestar esclarecimentos à Polícia Civil.

Ainda conforme ela, os encontros passaram a ser nas residências, uma delas no bairro Iracy Coelho, a duas quadras da Escola Estadual Zélia Quevedo Chaves. Segundo a Polícia, foi confirmado que os adolescentes frequentavam a casa no horário de aula, inclusive uniformizadas.

Na casa os adolescentes faziam sexo, segundo a delegada Aline. Relatos dos próprios garotos confirmam que havia troca de casais entre eles.

A polícia disse que estava investigando o caso e já havia confirmado a prática sexual dos adolescentes e o consumo de bebida. Não houve confirmação de uso de drogas, mas foi encontrado um aparelho usado para triturar maconha.

Para a delegada Regina, falta compreensão da sociedade sobre a violação de direitos das crianças e adolescentes, uma vez que os vizinhos sabiam dos encontros e prática de sexo, mas não comunicavam a polícia.

Durante a coletiva de imprensa a delegada mostrou as camisetas apreendidas que eram usadas pelo grupo no chamado "Congresso do Bulimento". O inquérito será encerrado assim que o laudo do exame de corpo de delito feito pelas vítimas forem concluídos.



Sou diretora de escola e estou estarrecida com a entrevista dessas delegadas regina e aline. Onde vão parar os nosso jovens sem qualquer controle de suas ações e comportamentos, assistindo entrevistas desse tipo? Vem estas delegadas falarem que os menores autores de estupros não entendiam que era crime os estupros praticados? que vão processar Diretor de escola? a responsabilidade da educação vem de casa e não da escola, é bom que essas delegadas saibam disso. a escola tem por obrigação ensinar, formar cidadão, e os pais de EDUCAR, e educação vem de dentro de casa, de berço e não de sala de aula. Se a orgia, o usod de drogas, de bebidas, estupros era feito fora da escola, quem tinha obrigação de atuar era a polícia que demorou um mes para iniciar a investigação desse caso de estupro, e isso foi dito pela mãe ZILMA na imprensa e no campo grandenews. Se essas delegadas acreditam que educação NÃO VEM DOS PAIS, PORQUE AS DELEGADAS NÃO EDUCAM OS PRESOS MENORES DE IDADE QUE PASSAM PELA DELEGACIA? não é tão fácil educar? quando procuramos a policia para registrar ocorrencia das ameaçs, agressões físicas de alunos dentros e fora da escola, vamos exigir que a polícia de a solução rapidamente, e começaremos a denunciar na imprensa, mostrando os descasos que a polícia trata diretores e professores, assim como tratou a dona zilma, mãe da menor de 12 anos de idade que delegada ignorou a gravidade da ocorrencia relatada pela mãe na delegacia de menores a um mes, e foi investigado só por causa da denuncia feita pela imprensa.
 
maria das dores em 28/08/2011 08:28:48
Li esta materia e tambem de outros jornais, e fiquei assustado quando a delegada Alyne diz que os menores de idade não entenderam o ilícito do estupro das relação sexuais, porque assistiam a aula de sexologia na escola e imaginavam que tudo podiam fazer. Absurdo o que ela fala. Quer dar razão aos menores de idade e tirar a autonomia dos pais, dos diretores escolares, dos vizinhos e o que mais ela quer? os menores batem nos professores, ameaçam diretores, não obedecem pai e mãe e também não entende que é crime ameaçar, agredir doutora delegada? Será que é so estuprar que eles não entendem o que fazem? desanima escutar frases como essa.
 
carlos alberto souza em 28/08/2011 08:12:00
Esta delegada Alyne devia ser outra coisa, para ela os menores não tinha conhecimento do ilícito que praticavam, me perdoe delegada, você nem parece uma delegada, não deve ter muitos filhos ou não tem nenhum prá ter esta pensamento. Vai responsabilizar pai, mãe, diretor de escola práque? eles são culpados desta orgia? quem devia ser punido é a polícia que demorou tanto tempo prá investigar o que a mãe da menor de 12 anos de idade já tinha investigado. Vem aqui na imprensa dizer que as duas delegadas estavam investigando bem antes, e se tava mesmo, porque os meninos continuavam reunindo bebendo, drogando e fazendo sexo um com o outro e com meninas de 12 anos de idade? Minha decepção a estas delegadas e que esta delegada que pensa que os menores não tinha conhecimento dos estupros, do ilícito, se prepara melhor, coitado de nós. parabens a vocês do Campo Grande News que denunciou este caso, a mãe deixou de suplicar ajuda policial graças a vocês.
 
patrick soares em 28/08/2011 04:37:00
A responsabilidade não é da escola e sim dos pais, que se esquivam dos seus deveres com os filhos com a desculpa dos seus empregos. Todos temos que trabalhar, porém sem esquecer que filhos precisam de amor, atenção, educação e orientação! O que mais vemos são crianças o dia todo na rua e seus pais nem se preocupam em saber o que eles estão fazendo, nem por ande andam. Dificilmente um pai ou mãe vai às reuniões de pais e mestres promovidos todo final de bimestre nas escolas, muito menos se interessam em saber sobre o comportamento desses menores. Não compreendo como um adulto perde o controle sobre uma criança a ponto desse filho beber e os pais nem se darem conta. Lamento por esses menores, pois se tivessem pais que realmente se preocupassem com o bem estar deles, pelo menos enquanto menores de idade não iriam fazer certas coisas.
 
Evelyn Nascimento em 26/08/2011 01:35:12
Olha pessoal, concordo com a sandra em partes, os pais jogam a responsabilidade da educação dos filhos a escola, a escola deve ensinar educação usada para o futuro profissional desses jovens. Essa repercussão desse triste fato que ocorreu em nossa cidade, culpa dos pais desses adolescentes, como que os responsaveis por essas crianças as deixam abandonadas? Por não acompanhassem seus filhos na escola ai a culpa cai no diretor da escola, que sabia disso tudo? Mas convenhamos quando os diretores das escolas publicas ligam para os alunos? quando os problemas são dos portões da escola para dentro, ai a escola toma atitude mas fora dela que os diretores o que podem fazer? Pensem bem antes de fazer qualquer critica, Diretor tem mais de 500 alunos por período, será que o diretor teria condições de saber o ocorreia com essa me-noira.
 
Yago Alves em 26/08/2011 01:13:11
Olá a todos, a respeito desse caso, defendo 100% a escola, pois a escola tem responsabilidade dos seus alunos dentro de seus dominios, agora fora, isso é pertinente aos pais IRRESPONSÁVEIS que deixam isso acontecer, por falta de diálogo e critérios para seus filhos e filhas. Mais uma vez digo e repito, a escola não é culpada e jamais se omite. Entendam, educação vem de casa, dos pais, a escola proporciona a educação intelectual, dando oportunidade para quem quer crescer na vida.
 
Wilson Junior em 25/08/2011 10:28:29
Exatamente!!! a Direção da escola tem mesmo que eximir de responsabilidade neste caso, isto é problema dos País de menores, sim! Os maiores culpados são os pais destes jovens que não lhe deram um lar com regras, educação e amor. Já passou da hora dos nossos legisladores fazerem leis com cunho moral, esse estatudos do menor e do adolescente é uma vergonha...Na época em que vivemos as crianças já conhecem tudo mas não responsabilizadas por nada. Eu fui abandonado pelo meu Pai, quando tinha 6 anos juntamente com mais 5 irmão todos mais novos que eu, trabalho desde os 8 anos de idade e nunca fiz nada de errado. Tenho dois cursos superiores e meus dois filhos têm horário para sair e chegar em casa e desde muito cedo elas sabem de suas responsabilidade. Trabalho não mata ninguém, enaltece e molda o jovem. Chega de hipocrisia!!! Esses pais que não deram formação aos seus filhos deveriam ser punidos para servir de exemplos para outras que só pensam colocar filhos no mundo sem responsabilidade alguma.
 
douglas lincoln em 25/08/2011 09:04:28
É MUITO RUIM SABER QUE EM NOSSA CAPITAL, OCORREU UM FATO ASSIM COMO ESSE, PORÉM VALE RESSALTAR QUE NOS DIAS ATUAIS, É UM TANTO COMPLICADO OS PAIS "EDUCAREM" SEUS FILHOS COMO ACONTECIA ANTIGAMENTE, TUDO BEM QUE A CADA DIA A SOCIEDADE MUDA E ESTÁ CADA VEZ MAIS MODERNA, MAIS SE UM PAI BATE EM UM FILHO POR ALGUM MOTIVO,OU MESMO PROCURA UMA OCUPAÇÃO PARA ESSE FILHO, POR MAIS SIMPLES QUE SEJA, O QUE NÃO FALTA É UM VIZINHO PARA DENUNCIAR A FAMILIA, AOS ÓRGÃOS COMPETENTES, PORÉM QUANDO OCORRE UM ABSURDO COMO ESSE NINGUÉM SE MANIFESTA EM DENUNCIAR!!! É INCRIVEL TAL ATITUDE MAIS ENFIM... É A VIDA!!!!!
 
RITA MEIRE em 25/08/2011 07:55:04
"Atecubanos - PARA QUEM NAO SABE LEIA ESSA PALAVRA DE TRAS PARA FRENTE PARA VER O SIGNIGICADO REAL DELA!!

Todos frequentavam a casa por livre e espontânea vontade - ENTÃO DE QUEM É A CULPA SE NINGUEM FORÇAVA A IR PRA LA??

"Os Atrevidos” o grupo visava desenvolver "danças contemporâneas" (LEIA-SE FUNK CARIOCA PROIBIDÃO COM LETRAS E COREOGRAFIAS PORNOGRAFICAS, NAO FOI A ESCOLA QUE ACABOU COM O GRUPO!!

Envolvimento de adultos: O inquérito também investiga a participação de adultos na corrupção de menores e venda de bebida alcoólica para menores de 18 anos - BOM ENTÃO VÃO TER QUE INVESTIGAR OS BARES EXISTENTES NO BAIRRO E FECHAR TODOS POIS A LEI QUE PROIBE VENDA PARA MENORES MUITAS VEZES NAO E CUMPRIDA!!.

"Eles não compreendiam que a conduta era ilícita" - DESCULPE MAS ME POLPE DESTE COMENTARIO DELEGADA!!
 
CARLOS DAMASCENO em 25/08/2011 07:29:32
Sandra, você com certeza não está a par de como anda a educação nesse país não é? Como assim a escola irá se eximir da responsabilidade. A escola já tem responsabilidade demais. Vivemos em uma época que atribuições que antes era da família, da igreja, dos grupos sociais, estão sendo transferidos para a escola. É comum para quem não sabe mães chegarem nas reuniões e dizerem que não sabem mais o que fazer com os filhos. Isso não é nem um nem outro, muitos pais perderam o controle dos filhos e querem que a escola faça milagres. A escola está sim fazendo o papel dela que é fomentar abusca pelo conhecimento, tentando formar bons cidadãos. Mas sozinha ela não conseguirá. Esses que estão atirando pedras... como você Sandra. Quando foi a uma escola prestar serviço voluntário, participar da vida da escola, a escola é aberta ao povo, mas os que a acusam de não dar certo não fazem nada para ajudar. Salas lotadas, alunos desmotivados, pais ausentes, estrutura precária. Quando vejo um caso desses fico imaginado. Até quando vão culpar a escola? Até quando negaremos essa sexualidade aflorada em nossas crianças e jovens? Até quando negaremos a erotização da TV? Até quando deixaremos essas leis que mais atrapalham a criação dos nosso filhos que ajudam, entrarem em vigor? Ah por favor... a grande questão é que não sabemos lidar com essa geração...
 
Paulo Cezar em 25/08/2011 07:21:13
PARTE DOS PAIS A OBRIGAÇÃO DE CUIDAR DA FREQUENCIA ESCOLAR DE SEU FILHO, POREM A ESCOLA TEM UMA PARCELA DE CULPA POIS SE PROFESSORES NOTARAM A FALTA CONSTANTE DESSES ALUNOS E NAO COMUNICARAM NINGUEM TAMBEM ESTAO ERRADOS, POREM A MAIOR PARCELA DA CULPA AINDA CONTINUA SENDO DOS PAIS QUE NAO TEM CONTROLE SOBRE OS FILHOS DEIXANDO A VONTADE EM TUDO O QUE FAZEM OUTRA COISA ESTAS "CRIANÇAS" TEM QUE SER PUNIDAS COM MEDIDAS SOCIO EDUCATIVAS: AJUDAR A LIMPAR A ESCOLA NO FINAL DO EXPEDIENTE NO CONTRA-TURNO DE AULA, DURANTE A SEMANA VISITA CONSTANTE DO "CONSELHO TUTELAR" NAS CASAS PARA AJUDAR DE VERDADE NAO SO FINGIR QUE É CONSELHO E NA HORA QUE A BOMBA ESTOURA APARECE CULPANDO TODOS E ALISANDO AS "CRIANÇAS"!!
 
carlos damasceno em 25/08/2011 07:16:06
Tem muita gente envolvida nestas festas, tem que ser responsabilizados todos que participaram destas orgias, pais, mães e adolescentes. Como que um filho vái para a escola todos os dias, e o diretor não percebe as faltas, pois não era um só que faltava e sim varios alunos, esse diretor é daqueles que só quer saber de reeleição, promete igual os politicos de verdade, fazendo campanha pra diretor de escola!!!!!
 
edmar dias coelho em 25/08/2011 06:59:03
A direção da escola com certeza irá tentar se eximir da responsabilidade dizendo que tal conduta era praticada FORA da escola....como se eximi de brigas no portão etc... então muda isso tudo jovens sem controle familia destruturada é o fim mesmo.
 
sandra lima em 25/08/2011 05:34:45
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions