A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

30/06/2011 15:34

Polícia apreende material em casa onde Marielly pode ter feito aborto

Paula Maciulevicius e Nadyenka Castro

Dono do local, um profissional da área de enfermagem nega e diz que na casa funciona centro de estética

Delegado foi a Sidrolândia, investiga profissional de enfermagem e diz que está para encerrar caso Marielly. (Foto: Simão Nogueira)Delegado foi a Sidrolândia, investiga profissional de enfermagem e diz que está para encerrar caso Marielly. (Foto: Simão Nogueira)

A Polícia apreendeu materiais hospitalares em uma casa onde a jovem Marielly Barbosa Rodrigues, 19 anos, pode ter feito aborto que a levou à morte. Na residência, localizada no centro de Sidrolândia, foram apreendidas três caixas com medicamentos, tesoura, pinça e demais instrumentos hospitalares.

O dono do local, um profissional da área de enfermagem de aproximadamente 40 anos, é de São Paulo e está desde maio na cidade. Ele nega envolvimento no caso e disse que não conhece, nem nunca viu a jovem.

O delegado responsável pelo caso, Fabiano Nagata, foi até Sidrolândia na tarde de ontem, localizou a casa e apreendeu os instrumentos para serem periciados. Segundo ele, o depoimento do dono da casa não ajuda muito, mas ele está sendo investigado.

A casa não tem nada que leve a entender que funcione como clínica ou consultório. Ainda de acordo com o delegado, não há nenhum cômodo que se assemelhe a atendimentos de saúde.

O rapaz disse que apenas trabalha com estética e segundo a Polícia, realmente a casa funciona como centro de beleza, com espelhos, cadeiras.

Material hospitalar apreendido vai passar por perícia. (Foto: Simão Nogueira)Material hospitalar apreendido vai passar por perícia. (Foto: Simão Nogueira)

O delegado afirmou ainda que chegou ao local através de investigações e que há suspeitas de que Marielly possa ter feito o aborto ali, mesmo com o profissional negando.

Os vizinhos também foram ouvidos, mas não dizem nada que possa colaborar com o fato em si.

Fabiano Nagata disse ao Campo Grande News que este foi o único estabelecimento investigado, porque a Polícia acredita que a jovem possa ter feito o aborto ali.

A Polícia afirmou que está chegando cada vez mais perto do autor do aborto malsucedido, que resultou na morte da jovem, ao pai da criança e quem levou Marielly para fazer o procedimento.

O profissional de enfermagem está sendo investigado, mesmo que ainda não tenha sido identificada relação dele com os suspeitos.

O delegado ainda explicou que não tem nada que possa ligar o dono da casa a algum suspeito. O fato do cunhado Hugleice Rodrigues, 26 anos, trabalhar em uma empresa que presta serviços na região de Sidrolândia, também pode ser uma coincidência, diz o delegado.



Eu sabia que tinha homem casado envolvido nessa historia o proprio cunhado poxa vida...ele relata que ele tinha ido ao supermercado comprar coisas para uma torta que estavam fazendo...ta ai a pergunta,por que ele foi justamente com a cunhada e nao com a esposa dele no mercado...por que quando ele saia era so com ela que ele ia e ta ai por que logo no canavial que ela foi encontrada sendo que o cunhado trabalha em uma cooperativa de cana...e por que logo sidrolandia foi a primeira cidade em que ele foi procurar ela em...por que existem gente que fala que viu ele com o dono dos utensilios de medicina...ta quase la minha gente...so mais um pouco podemos provar que esse cunhado dela e o culpado...Que a justica seja feita pois a justica de ter matado um inocente ja foi feita com a vida da Marielly...agora que seja feita a outra justica a de prender o dono dos dois crimes...
 
walter eber em 15/07/2011 03:13:32
Querida Ana Marcia, sou estudante de Direito, sei muito bem o que dispõe a Constituição Federal! A mulher vai carregar o feto durante 9 meses, sofrer transformações psicológicas, hormonais e fisicas que no caso de uma gravidez indesejada ela nao estará preparada, ou seja é sobre o corpo dela q estamos tratando! A constituição em seu art. 5° defende principalemte os direitos à liberdade e aos direitos fundamentais, mas no tocante à legalização do aborto infelizmente não. Não é uma constatação inteligente de sua parte comparar um aborto com a amputação de um braço, até pq o feto nao faz parte do corpo da mulher, é apenas um estado provisório diferentemente de um membro com o braço!vamu dá uma seguarada ai e tirar a ignorância da cabeça!
 
PAULO HENRIQUE DA SILVA OLIVEIRA em 03/07/2011 10:24:24
eu aprendi desde criança assumir meus erros e acertos ,acho que falta os pais passarem isso para seus filhos,é oque eu faço com meus filhos errou assuma se atropelou àlguem socorra se não usou preservativo vá criar seus filhos se pegou uma DST vá se tratar,todos temos que assumir oque fazemos por isso pense antes se não der conta de assumir não faça até o aborto todo mundo sabe que tem um determinado tempo para ser feito o problema é que tem pais e mães que passam demais a mão na cabeça de seus filhos,tem que ficar claro que nossas decisões trás consequencias boas ou ruins por isso vamos jogar aberto com nossos filhos,tenho certeza que teremos um mundo com seres humanos melhores
 
lucimara f. r. arrieiro em 01/07/2011 12:05:57
Ana Marcia, parabéns pela lucidez. Seus comentários estão repletos de coerência. Acho de uma covardia sem tamanho a pessoa dizer que ao fazer um aborto está decidindo sobre seu próprio corpo. Evidente que não, pois está decidindo o destino de uma vida já existente, e, pior, sem nenhuma condição de se defender. É cruel e covarde uma atitude dessas.
E há gente(seres humanos??) que defende essa postura.
 
sergio tomé em 01/07/2011 11:49:51
sei nao, o que nos temos que pensar e que faltou liberdade, confiança, para a filha contar para os pais a fria que ela tinha entrado, e seja ela qual for a situaçao, e por pior que ela fosse ela tinha que estar viva e enfrentar tudo, igual fazem os nordestinos, que esse tipo de situaçao e enfrentada de maneira mais natural, foi um acidente, e acidentes acontecem, talvez muita gente nao vai entender o que estou tentando dizer, mas por pior que seja a situaçao ela e passageira, voce vai enfrentar isso para o resto da vida, mais vai viver o resta da vida.
 
luiz fernandes em 01/07/2011 11:05:45
Ana Márcia, você disse TUDO!!!! Não é sobre o corpo dela que ela vai dispor, é sobre o corpo e a vida do filho. Concordo plenamente com você! Como já foi dito, a legalização do aborto não é a resposta para esse fato, pois existem muitos métodos para se evitar uma gravidez. Agir com responsabilidade: essa é a questão!
 
Regiane Bergamo em 01/07/2011 11:05:03
É facil falar que se o aborto fosse legalizado teriamos salvo ao menos uma vida, mas pense bem antes, por que é muito facil desta forma fazer um filho e depois "ahhh não quero vou tirar" seria uma coisa mostruosa alias, por que ela não se preveniu?
por que não tomou medicamentos? Não seria mais facil desta forma? A legalização do Aborto inclui muitas outras coisa alem dos costumes, pense de como estariamos se o aborto fosse legalizado é claro que há casos que se necessita, concordo que se a mãe não quer assumir ou melhor teve uma gravidez indesejada que ela coloque esta criança para adoção...
Ela morreu por burrice... por um motivo tão "besta" (quando digo besta que dizer que duvido muito que a familia a expulsaria de casa ou a negaria um teto, por que apesar de tudo são seus parentes e outra onde esta o namorado? na hora de fazer foi bom não foi? quer dizer é mais facil tentar acabar com uma vida assim do nada do que assumir as consequencias dos seus atos) claro que filho não é e nunca será algo facil de se ter, longe disso... mas se não queria filhos por que não se previniu?
Além disso a CF defende o direito do nascituro e sendo assim aquele feto morto aquele nascitura tinha o direito de nascer, mas por que ela fez isso por medo de perder a sua vidinha? Por medo do namorado que não queria assumir as consequencias de seus atos?
Enfim agora não adianta tentar achar culpados...
o que esta feito esta feito.
 
Isabely Rebecca Luz de Vasconcellos em 01/07/2011 10:36:39
Paulo, a mulher tem direito a decidir sobre a vida dela, os rumos da vida dela. E por isso que existem, se são legais e divulgados, aliás, são inclusive gratuitos, os métidos para se evitar a gravidez. Depois que ela engravida, decidir matar a criança não é decidir os rumos da vida da mulher, mas sim os rumos da vida de um outro ser humano, da criança, no caso. E isso de dizer que a mulher deve poder decidir sobre seu corpo é outra coisa totalmente sem fundamento legal. Primeiro porque não é sobre o corpo dela que ela vai dispor, é sobre o corpo e a vida do filho. E creio que esse poder de decidir sobre a vida e a morte pertence somente a Deus. E depois, ninguem pode dispor do proprio corpo sem a devida autorização legal, e com uma razão bastante forte: nossa Constituição Federal nao permite. Eu lhe faço um desafio: procure hoje um médico e peça para ele lhe amputar um braço, assim, sem qualquer motivo que não sua vontade de dispor do seu corpo como bem entender. Se vc conseguir um médico que o faça, e que coloque a experiência no papel, eu passo a respeitar sua opinião a respeito de dispor do proprio corpo!
 
ana marcia em 01/07/2011 09:56:31
Dizer que legalizar aborto evitaria essa situação, é a mesma coisa que dizer que proibindo o cidadão de portar legalmente uma arma de fogo, consiguiria reduzir a violencia em nosso país!!!!!!!
Existem momentos em que tenho vergonha de ser brasileiro.
ACORDA BRASIL!!!!!!!!!!
 
Celso Barbosa Martins Neto em 01/07/2011 09:22:41
Não concordo com o Sr. Athaide Romero porque nao e caso de estrupro e abuso creio eu,
nao ouve nenhuma ocorrência de de abuso da parte dela.
Nesse caso nao pode ser legal, é crime do mesmo geito da parte dela, e dos demais
participantes.
 
Andre Ajala em 01/07/2011 07:55:42
É preciso coragem, Athaide, para se posicionar contra o politicamente correto e as ideias pré concebidas e vazias de ponderação e lógica. Essa corrente que se manifesta contra o abordo o faz usando argumentos tão falaciosos quanto ridículos, como o senhor Nilton Cavasini, diretamente dos tempos das cavernas, que entende que a mulher deve abrir mão da vida sexual. Será que ele o faz? Não existem tantos métodos contraceptivos como se apregoa, e nenhum garante 100% de eficácia. Se é para colocar deus na discussão, mais desumano é permitir que alguém c uma história de vida, com vínculos estabelecidos, com sentidos e sentimentos pereça no lugar de um amontodao de células e alguns órgãos em formação, que é um feto. É hipocrisia desmedida isso!!! É asqueroso um discurso desses. Causa nojo!!! Se minha mãe tivesse optado pelo aborto, eu apenas não teria existido, só isso!!! Outra pessoa teria ocupado meu lugar, minhas funções, ou não, mas a roda da história continuaria inexorável seu curso. Qual é o drama? É o discurso simplista cristão, que tantos males tem causado à humanidade.
 
marly siqueira caramalack em 01/07/2011 07:55:23
É claro que aborto não é legal,é crime e um grande pecado, quem nunca viu em uma ultrassom um coraçãozinho batendo?é emocionante! mas o que importa agora é que a policia esta chegando perto, e com certeza vai encontrar o incompetente que acabou com os sonhos dessa moça e a de sua familia,será que o namorado sabia da gravidez e não apoiou assumindo também a criança,porquê?não a amava o suficiente?e a conciência como esta?
 
Teresa Moura em 01/07/2011 04:30:53
Por vocês todos que discutem sobre o aborto, não perguntam isso a uma mulher, já madura e que nunca pode ter um filho seu, de seu próprio ventre?
Qual seria a resposta heim?
Eu também gostaria de ouvir.
 
Gilberto Ozuna em 01/07/2011 01:48:40
concordo com Nilton Cavasini ta certissimo,é tão facil evitar a gravidez e ainda axo quem tem que se cuidar mais é a mulher porque é ela quem mas sofre com uma gravidez indesejada,porque se o cara não for responsavel ele pula fora e nem paga pensão conheço muitos casos assim.
 
alex da silva em 30/06/2011 10:36:51
Concordo com o Athaide Romero, perdemos a vida de uma jovem por conta da hipocrisia da sociedade em nao aceitar o fato da mulher ter o direito de decidir sobre seu corpo, e o rumo que sua vida tomará com a vinda de uma criança indesejada! Na hora de meter o pau contra o aborto todos tem sua ideologias e opniões, qdo veem crianças nas ruas passando fome, frio e usando drogas se calam!PALHAÇADA!
 
PAULO HENRIQUE DA SILVA OLIVEIRA em 30/06/2011 06:37:05
Como pode!!!....legalizar aborto!!!!......isso é um absurdo, principalmente quando os vagabundos dos pais estão vendendo saúde......é melhor a morte de um pai ou uma mae inresponsavel do que continuarem assassinando crianças...milhares de crianças são jogadas no lixo todos os anos por esse tipo de gente futil....pelo amor de Deus.
 
agricio araujo em 30/06/2011 04:58:43
Athaide, se o aborto fosse legalizado, vc poderia estar morto numa hora dessas. A legalização do aborto não é a resposta para esse fato, pois existe camisinha, e métodos para evitar uma gravidez indesejada.Daqui a pouco vc vai escrever sobre a legalização das drogas para evitar roubos e etc. Tenha paciencia!
 
Eduardo Siqueira em 30/06/2011 04:56:11
Só quem não tem Deus no coração para dizer tamanha asneira.
Existem + de 2.344.553.455.53 de condições de se evitar uma gravidez e a principal é ficar com as pernas fechadas.
Depois que fez, ainda quer que seja legal enfiar um troço para matar o coitadinho que não tem nada a ver com a história???
 
Nilton Cavasini em 30/06/2011 04:53:16
Se o aborto fosse legalizado, teríamos salvo pelo menos uma vida. Agora ganhamos duas mortes.
 
Athaide Romero em 30/06/2011 03:56:21
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions