A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

14/04/2011 11:29

Polícia diz que faltam pneus para ronda motorizada no Lagoa

Vivianne Nunes e Ítalo Milhomem
Proprietários de pequenos estabelecimentos e policiais se reúnem na região do Lagoa (Foto: João Garrigó)Proprietários de pequenos estabelecimentos e policiais se reúnem na região do Lagoa (Foto: João Garrigó)

Moradores e pequenos empresários da região do Lagoa, que engloba bairros como Coophavilla II, União e Tijuca, reuniram-se na manhã de hoje com representantes da Polícia Militar e do Conselho de Segurança da região, na tentativa de traçar estratégias para inibir a violência nos bairros.

A comunidade cobrou a volta do policiamento motorizado, mas alguns revoltaram-se quando ouviram de um dos comandantes que faltam pneus para o trabalho.

Segundo os moradores, as motos não fazem ronda pelos bairros há cerca de seis meses. O tenente coronel Holivaldo de Jesus Muniz, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, atribuiu o problema à falta de reparos nas viaturas.

Ele explicou que o 1º Batalhão tem unidades no União e Coophavila. Cada uma possui uma viatura e duas motos. Uma moto de cada unidade está sem pneu, conforme informações do tenente coronel. Segundo ele os pneus serão comprados até no máximo na próxima semana, já que os produtos estão passando por processo de licitação.

Na ocasião, o comerciante José Maria Carvalho, 57 anos, do bairro Jardim Ouro, afirmou que nos dois últimos anos houve aumento significativo de assaltos e pequenos furtos em farmácias, mercados, postos de combustíveis. “Há policiamento, mas não está sendo eficaz”, argumentou.

A sócia proprietária de uma pequena loja de materiais de construção afirmou ao Campo Grande News que seu estabelecimento não é assaltado há dois anos, mas que é comum que os funcionários sejam vítimas no caminho para o trabalho ou na volta dele. Uma delas foi assaltada em plena luz do dia, às 6h, quando seguia para o trabalho. “Precisamos ter um policiamento reforçado, principalmente nos horários de pico; de manhã, de tarde e à noite”, ressaltou.

Na ocasião, o tenente coronel da Polícia Militar, Carlos Santana, cobrou a participação da comunidade fazendo denúncias e ‘indo até o fim’ do processo, prestando depoimentos para que os culpados tenham punição.

Uma senhora, que não quis ter seu nome divulgado, diz que em quatro anos sofreu oito assaltos à mão armada, sem contar com furtos e arrombamentos no bairro Tijuca. A vítima reclama que paga em dia os impostos, gera emprego para a região e não tem segurança para trabalhar. Ela diz que já perdeu 50% do movimento por conta dos crimes e que a funcionária que estava com ela no último assalto desistiu do trabalho com medo. A empresária reclama que há seis meses, durante período eleitoral, tinha polícia todos os dias em frente aos comércios, mas que agora parou. “Foi uma instrução para que acontecesse apenas em período eleitoral?”, questionou.

Está previsto para o próximo dia 15 de maio um novo encontro entre o Conselho de Segurança e os policiais para definir novas estratégias. O tenente coronel Muniz lembrou, durante o encontro, que irão discutir projetos como o que foi implantado no bairro Nova Lima, onde os comerciantes se uniram para comprar telefones celulares. Os aparelhos foram distribuídos para cada viatura e quando há qualquer problema referente a segurança as ligações são feitas diretamente ao carro da polícia, o que diminui o tempo de atendimento da ocorrência.

Na mesma comunidade o policiamento comunitário implantou também projetos para jovens e adolescentes como maneira de tira-los das ruas e leva-los a prática de esportes e ações culturais.

Homem de 30 anos é esfaqueado e fica em estado grave
Bartolomeu Gomes de Araújo Barbosa, 30 anos, ficou gravemente ferido após ser atingido a golpes de faca no abdômen, na noite de ontem (12), na Rua Bo...
Após documento vazar, Sesau diz que hemogramas não foram suspensos
A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) afirmou que os hemogramas continuam sendo feitos na rede pública de saúde de Campo Grande. A informação inici...


Interessante, será que a policia também não paga imposto ?
 
mario sergio em 15/04/2011 09:39:51
Como tem pneu para prender bcheiro(não banqueiro) de jogo do bicho? Será que foi por causa do aumento reiinvidicado, por sinal justo, que teve atuação até do sindicato?
 
Paulo Neres Carvalho em 15/04/2011 08:05:00
Provavelmente esse VALDIR é da queles que coloca o som pra todo mundo ouvir .......
 
luiz c souza em 15/04/2011 07:44:17
Seria interessante levantar quanto se gasta com manutenção e combustivel por mês para ver onde está o problema
 
Alex Santos em 15/04/2011 07:40:40
é aquele velho ditado: as pessoas veem a pinga que os outros tomam mais não veem a burocracia de certos acontecimentos, a população realmente ta de parabens, eu como cidadão apoio essa causa e digo mais, se é por falta de pneu ou coisas assim, sou de acordo que cada representante va ate a imprensa perguntar o que esta acontecendo, e o que pode ser feito juntamente com nossa policia, claro visando o bem de todos.
 
gildemar dantas de medeiros em 15/04/2011 07:24:15
A sociedade precisa se organizar e se unir para dar um basta nesta situação!É uma vergonha o que escutamos das autoridades.Com certeza tem desvio de dinheiro,nosso dinheiro que pagamos nossos enormes impostos diga se de passagem!
 
Eli Natã em 15/04/2011 01:50:42
bom dia a todos, é facil criticarmos,falarmos isso ou aquilo, esta faltando, ou é desse jeito
assim é que se trabalha, se todos nós só ficarmos criticando, ou tentando achar alguem para culparmos, não sairemos do lugar, pois sabemos que, o policial, é sim um ser humano e tem todo o direito de ter amigos e de conversar com eles,qual o mal nisso? eu lhes pergunto, ao inves de criticarmos, porque não exercemos nossos direitos e deveres?
direito esse de cobrar, de exigir do governo, dos politicos das autoridades etc... deveres de cidadão não é somente criticar, mais sim de lutar brigar buscar, revindicar,cobrar ir as seções na camara, na assembleia,ver e ouvir debater, se o que seu politico, aquele quem recebeu seu voto realmente esta fazendo como prometido, isso se, ainda lembra em quem votou, pare com as criticas arregace as mangas e tenta melhorar de forma coerente e se comprometa mais com você mesmo.lute pelo seu ideal, faça a sua parte mas o faça bem feito.
 
jocimar medina martins em 15/04/2011 01:08:22
E o nosso dinheiro arrecadado com ICMS depositado em bolsa de valores!!!
 
getulio s santos em 14/04/2011 12:21:15
Talvez nao seja interressante as nossas autoridades o policiamento ``Ostensivo e Preventivo`` nos bairros , nem nas escolas públicas ,porem , é notório que escolas particulares são previligiadas com motos novinhas e atendimento diferenciado.Na rua Albert Sabin, uma conhecida escola particular é exemplo disso,confira !!!
 
Altamir Batista de Amorim em 14/04/2011 12:18:20
Por duas vezes precisei dos serviços da policia e nunca obtive uma resposta rápida e eficiente, mas ja presenciei tbem a policia atendendo chamadas por reclamações de vizinhos com som alto, sendo que em outro lugar alguem está correndo risco maior que o de um som alto. Teria que administrar melhor esses trabalhos de ronda, pois por diversas vezes ja vi policiais parados conversando com amigos por ai...e não era atendendo chamado.
 
valmir Nogueira em 14/04/2011 11:50:34
com relaçao ao comentario do cidadão valmir nogueira,faça um concurso para entrar nas fileiras da gloriosa policia militar,e então saberas o que significa policia comunitaria,não critique um serviço essencial a população,só porque voce não foi atendido a toque de caixa,pois neste exato momento em que precisastes da gloriosa,ela estava atendendo outras ocorrencias mais graves que a sua que nem sequer fostes capaz de relatar qual seria a natureza da ocrrencia.
 
francisco da silva em 14/04/2011 11:40:19
para melhorar a segurança pública; a sociedade que é responsavel por tudo que acontece no mundo, na segurança não é diferente, são muitos temas que devem ser debatidos exaustivamente e ao final trazer propostas positivista passivel de ser executadas: a exenplo da desigualdade social; da justiça social, da regularidade na distribuição de renda;do planejamento familiar; do atendimento igualitario à saude; da igualdade na distribuição de oportunidades; da qualificação profiissional; do melhoramento salarial aos policiais, professores e trabalhadores em saude (não apenas aos médicos) entre tantos outros assuntos voltados a humanidade, mas o tema principal deveria ser um redescobrimento do mundo humano para entendermos novamente que somos irmãos com deveres e direitos iguais e que de forma harmoniosa dentro do dialogo tocar o mundo seguindo os passos do bem comum, cada um fazendo sua parte porque no final prestaremos conta de tudo. No mais devemos apostar que o Estado tem como concertar o que estiver errado dando a mesma esperança prometida ao povo na campanha eleitoral. e garantindo o direito constitucional SEGURANÇA PÚBLICA!!!
 
ROBSOMARTINS-ADVOGADO em 14/04/2011 09:49:48
olá querida populaçao!!

Isso é uma vergonha,pois se o nosso governo nao tem a capacidade de dar uma manutençao nos veiculos para servir a sociedades em geral. Pois o governo tem que dispor de imediato um plano de emergencia para atender esse problema que já é bem bem genérico por parte do Estado/Ms.
Porque entao nao colocar a Cavalaria da PM para fazer a Patrulha nos bairros de Campo Grande,????
Portanto, falta vontade e organizaçao e hierarquia por do Governo do Estado/Ms.
Sem Mais
Atenciosamente
Carlos
 
carlos eduardo em 14/04/2011 08:20:48
O QUE IMPORTA É QUE CAMPO GRANDE VAI TER UM AQUARIO , PARA QUÊ , AINDA NAO SEI. LAZER ( 10) , SAUDE E SEGURANCA ( ZERO) , O AQUARIO VAI FICAR IGUAL O MUSEU ( MARCO) QUE FOI CONSTRUIDO MAS NAO TEM DINHEIRO PARA MANTER, O AR CONDICIONADO ENCONTRA-SE ESTRAGADO NESTE MOMENTO, NAO BASTA CONTRUIR TEM QUE TER RECURSO PARA MANTER, O MESMO COM AS VIATURAS E O FUTURO AQUARIO , QUANTO DINHEIRO PRECISARÁ PARA MANTER AQUILO ALI.... .
 
Fernanda Silva Santos em 14/04/2011 08:00:18
REALMENTE É UMA VERGONHA A VIATURA NAO FAZER RONDA POR CAUSA DE PNEUS E POR FALTA DE MANUTENÇAO EM SUAS VIATURAS,ONDE ESTÁ O DINHEIRO DE NOSSOS IMPOSTO,QUE NAO SAO NADA BARATO,TEMOS QUE CORRER ATRAS DOS NOSSOS DIREITOS,EXIGIR SEGURANÇA COMO CIDADAO.
 
andreia santos batista em 14/04/2011 06:47:06
BRINCADEIRA, A POLICIA SÓ ANDA COM CARRO NOVO, IMPORTADO E NÃO TEM $$$ PRA COMPRAR PNEU? TROCA O CARRO POR NACIONAL E COLOCA PNEU COM O TROCO.
 
MAXIMILIANO NAHAS em 14/04/2011 05:31:19
Concordo na íntegra com a Luciana Coelho.
E mais, essa história de falta pneu e gasolina é velha,desde governo passado.Porque não implantar postos policiais nos bairros com maiores problemas, e nos locais mais tranquilos fazer ronda de moto e quando necessário, mandar uma viatura.Inclusive,não entendi o motivo de terem desativado o posto policial da AV.Cel.Antonino anos atrás(governo passado),sendo que aquela região é muito perigosa devido a concentração de agências bancárias,concessionárias,correios,casas lotéricas...circula muito dinheiro e veículos de fácil comércio no mundo do crime.
 
neyde de oliveira em 14/04/2011 04:54:15
Reclamem para os seus governantes e não da PM... Querem entender a polícia assistam o Tropa de Elite ll!!!
 
lydiane de paula em 14/04/2011 04:38:23
Por que o senhor Governador do Estado abre licitação para aquisição de veiculos importados paras as Polícias Civil e Militar, sabendo que os custos de manutenção são maiores, sabendo que a manutenção é complexa e que as distintas concessionárias não dispõe de recursos para atender tanto veiculo assim, por que não prestigiar as marcas ja instaladas aqui no Brasil, como a Wolksvagem, Chevrolet, Fiat a exemplo da Agetran, ao contrário colocam Renaut Logan(Diga se de passagem um ótimo veiculo, mas não para esta finalidade) para nossos homens e diminuem a compra da tão eficaz Chevrolet Blazer, quer dizer, o proprio contexto comparativo, "espaço" fala por si próprio, no que figura transporte de detentos e atendimento emergencial ao cidadão, que acaba ficando restrito, e vale ressaltar o preço das peças tambem, tempo hábil de substituição, por que muitas vezes é necessário vir dos grandes centros ou dos Países de origem destas marcas.
É algo para revermos e exigir deste Governo, afinal, esses veiculos são adquiridos com recursos dos nosso tributos, e em uma situação como esta, por falta de veiculos nas ruas, quem padece é a população.
 
luciana Coelho em 14/04/2011 04:15:35
policia que devia dar a segurança é a que mais passa insegurança!!!

 
Robson cavalcante em 14/04/2011 03:40:54
Como presidente da associação representativa dos policiais e bombeiros militares-ARPBMMS, sinto-me envergonhado diante n~so só dessa situação mas da falta de comprometimento da SEJUS para com a sociedade, usam os policiais como BUCHA_DE_CANHAO e o resto que se exploda. durante sucessivos governos denunciamos os altíssimos investimentos naquela pasta que em pouco resulta em benefícios para a sociedade. Ao cobrar responsabilidade da sociedade o meu amigo Ten-cel Muniz transfere a ela o ônus que é dever do estado mas, tambme se ele falar ao contrário será punido pelo alto escalaoA alta tributaçao imposta a toda a sociedade incuindo a nós policiais e bombeiros é vergonhosa. Será que falta pneus pros aviões da comitiva governamental decolarem todos os dias? Com a palavra a SEJUSP.
 
jose lima martins em 14/04/2011 03:08:12
Temos de ser praticos. Faltam peneus? Vamos equipar a policia com cavalos, pois capim é o que não falta em Campo Grande.
 
sebastiao dos reis em 14/04/2011 02:45:34
Pneus, combustível, manutenção, sempre recai sobre estes argumentos a inoperância da policia militar, mas de vez em quando vejo carregando dondocas em suas viaturas.
 
Gilberto Silas em 14/04/2011 02:00:00
GENTE COMO DIZ O BORIS:'' ISTO É UMA VERGONHA" PARA O NOSSO ESTADO,MAS CADA UM TEM O GOVERNO QUE MERECE.MAS VEJA SE NA FRENTE DAS CASAS DOS SRS.DEPUTADOS,VEREADORES,PREFEITO E DO PROPRIO SR.GOVERNADOR SEMPRE TEM POLICIAL FAZENDO RONDA,VIATURAS PASSANDO,SABE PQ ELES PAGAM SEUS IMPOSTOS DIREITINHO ,AI AS VIATURAS QUE FAZEM RONDAS POR LA NÃO FALTAM PNEUS,MAS EM NOSSSOS BAIRROS SÓ POR DEUS.
 
lucia helena em 14/04/2011 01:44:10
Pneu é fácil, é só o Estado pedir para a Receita Federal, nunca vi tanto pneu junto no depósito em, e com isso economiza na compra
 
Luis da Silva em 14/04/2011 01:40:56
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions