A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 18 de Outubro de 2019

30/04/2019 06:51

Polícia faz batida em casa no Nova Lima e salva rapaz de tribunal do crime

Jovem foi sequestrado pelo grupo na tarde do último domingo (28)

Kerolyn Araújo e Mirian Machado
Os quatro responsáveis pelo sequestro da vítima foram presos. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)Os quatro responsáveis pelo sequestro da vítima foram presos. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)

Um rapaz de 23 anos, vítima do 'tribunal do crime', foi localizado na noite de ontem (29) após passar mais de 24 horas em cativeiro em uma casa no bairro Nova Lima, em Campo Grande. Quatro suspeitos do sequestro foram presos.

Conforme informações do boletim de ocorrência, o rapaz relatou à polícia que na tarde do último domingo (28) recebeu uma ligação de Josué Custódio Tavares, 27 anos, e Zedequias de Oliveira, 18 anos, pedindo para que ele fosse até uma casa no bairro Tarsila do Amaral.

No local, a vítima foi rendida e amarrada pela dupla, colocada em um veículo e levada para uma casa na Rua Padre Antônio Franco, no bairro Nova Lima. A mando de Abel de Oliveira dos Santos, 27 anos, conhecido como 'Coringa', o rapaz foi mantido em cárcere.

 

Objetos apreendidos no cativeiro. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)Objetos apreendidos no cativeiro. (Foto: Divulgação/Batalhão de Choque)

Segundo relatado à polícia, Myk Rafael Barbosa Pinto, 23 anos, amarrou os pés da vítima e seria o responsável pela execução do jovem após o 'julgamento'. Os responsáveis pelo cativeiro mantinham, por telefone, contato com pessoas que estariam presas. Elas que decidiriam sobre o momento da morte do rapaz.

No local do cativeiro, os policiais encontraram um fio utilizado para amarrar a vítima, duas facas, vários aparelhos de celular e envelopes com bloquinhos de rifa que, segundo apurado pela polícia, seriam vendidos para arrecadar fundos para facções criminosas.

A vítima e os quatro envolvidos foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions