ACOMPANHE-NOS    
JULHO, QUINTA  29    CAMPO GRANDE 13º

Capital

Polícia percorreu UPAs, mas não encontrou mãe de bebê abandonada

Polícia procurou pistas em hospitais e Upas que a mulher poderia ter pedido ajuda após parto, mas nenhum informação foi encontrada

Por Mirian Machado e Bruna Marques | 19/02/2021 12:32
(Bebê foi encontrada dentro de sacola em calçada (Direto das Ruas)
(Bebê foi encontrada dentro de sacola em calçada (Direto das Ruas)

Policiais civis chegaram a investigar Upas (Unidade de Pronto Atendimento) e hospitais em que a mulher, ainda não identificada, possa ter pedido ajuda após o parto, para tentar alguma pista sobre a mãe do bebê recém nascido encontrado dentro de sacola no fim do mês passado no Bairro Guanandi em Campo Grande.

Delegda Franciele informou que não encontrou pistas de mulher em hospitais (Foto: Bruna Marques)
Delegda Franciele informou que não encontrou pistas de mulher em hospitais (Foto: Bruna Marques)

Conforme informado pela delegada Franciele Candotti, da DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), em nenhum dos locais foi encontrado provas de que a mulher tenha passado por lá.

Várias pessoas já foram ouvidas. Um morador chegou a apresentar imagens de câmeras de segurança, informando, inclusive que não dá para ver nada, porém as imagens ainda não foram analisadas pela polícia.

Na próxima semana, Roseli da Silva, de 48 anos, que encontrou a criança enquanto passeava pela Rua Cocal com o neto, deverá prestar depoimento na delegacia.

A polícia ainda aguarda que a mãe se apresente e esclareça a situação.

Abandono- A bebe, que hoje permanece em abrigo, foi encontrada por Roseli na manhã de uma sexta-feira, dia 29 de janeiro. Ao Campo Grande News, a mulher contou que caminhava com o neto em direção à Rua Clevelândia e na volta, cerca de 30 minutos depois, viu a sacola se mexer e em seguida escutou um choro. “Ela chorava, mas pouquinho. Fiquei apavorada. Chamei um vizinho que estava perto e depois toquei a campainha da casa onde a criança estava em frente”, explicou.

A mulher ainda explicou que no momento em que passava pela rua percebeu uma mulher com um carrinho de bebê com uma criança de aproximadamente 1 ano e uma sacola pendurada no carrinho. “A mulher estava aparentemente grávida ou era ela que havia acabado de ter a criança”, disse Roseli.

Quatro dias depois a bebe recebeu alta do Humap (Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian) e foi encaminhada para um abrigo.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário