A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

06/08/2014 10:28

Polícia recebe prontuário de mulheres que morreram após quimioterapia

Renan Nucci
Delegada Ana Cláudia Medina é a responsável pelo caso. (Foto: Marcelo Victor)Delegada Ana Cláudia Medina é a responsável pelo caso. (Foto: Marcelo Victor)

A delegada Ana Cláudia Medina, responsável pelo caso das mortes de três mulheres na oncologia da Santa Casa, recebeu do hospital os prontuário médicos que segundo ela, são documentos de caráter fundamental nas investigações. Até agora ela já ouviu médicos, familiares das vítimas e nesta semana deve colher depoimento de dois farmacêuticos e um enfermeiro.

Como a própria delegada havia dito em outras ocasiões, o prontuário das mulheres contêm informações que podem nortear o trabalho da polícia. Todos os dados obtidos junto aos documentos serão confrontados com os relatos dos envolvidos.

A delegada também pediu a ficha completa do Centro de Oncologia e Hematologia de Mato Grosso do Sul, empresa que prestava serviços na Santa Casa e que, após as mortes, teve o contrato rompido.

“Também aguardamos os resultados de outros exames que foram solicitados, principalmente quanto ao medicamento (Fluorouracial 5-FU) usado nas sessões de quimioterapia das vítimas”, disse Medina.

Depoimentos – A delegada convocou três funcionários para depor, sendo dois farmacêuticos e um enfermeiro. Eles serão ouvidos individualmente a partir de hoje até sexta-feira. Também deve prestar depoimento Margarida Isabel de Oliveira, 70 anos, que apresentou reações adversas ao medicamento, mas que conseguiu se recuperar. “Os relatos dela podem conter detalhes relevantes para o processo de apuração”, destacou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions