A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

11/06/2018 13:35

Polícia suspeita que 2 veículos usados em execução de PM foram roubados

Os dois carros foram encontrados incendiados ainda nesta manhã (11) em locais diferentes de Campo Grande

Guilherme Henri e Geisy Garnes
Toyota Hilux Sw4 branca sendo guinchada para pátio da Cepol (Foto: Geisy Garnes)Toyota Hilux Sw4 branca sendo guinchada para pátio da Cepol (Foto: Geisy Garnes)

A Polícia Civil suspeita que os dois carros usados na execução do primeiro sargento da Polícia Militar Ilson Martins de Figueiredo, 62 anos, são roubados. Os dois carros foram encontrados incendiados ainda nesta manhã (11) em locais diferentes de Campo Grande.

A informação sobre os veículos foi passada por investigador no local onde Toyota Hilux Sw4 branca foi encontrada. O fato ocorreu na estrada vicinal que dá acesso ao pesqueiro Nippon, na saída para Rochedo.

Segundo o investigador, a polícia foi chamada por moradores que viram o veículo em chamas. Porém, quando equipes conseguiram chegar no lugar, o fogo já havia se extinguido e o veículo estava completamente destruído.

Ilson Martins de Figueiredo, 62 anos (Foto: Wagner Guimarães/ALMS/Divulgação)Ilson Martins de Figueiredo, 62 anos (Foto: Wagner Guimarães/ALMS/Divulgação)

O local foi periciado e como havia suspeita de envolvimento com a execução, a caminhonete foi guinchada até a Cepol (Centro Especializado de Polícia Integrada).

Já a Fiat Toro, também envolvida na execução também foi levada para o centro. O carro foi o primeiro a ser encontrado pela polícia após o crime. O utilitário estava numa estrada vicinal, que fica na região da BR-163, na saída para São Paulo, em Campo Grande. A picape está registrada em nome de moradora do Jardim Paulista, na Capital.

Pistola – A reportagem ainda apurou que uma pistola .40 foi encontrada dentro de um dos carros. Porém, devido ao incêndio a arma estava danificada. Ela também foi apreendida e será adicionada as pistas colhidas pela polícia.

Grande aparato policial está empregado na tentativa de encontrar os atiradores. Entre eles, o GOI (Grupo de Operações e Investigações) e Deco (Delegacia Especializada de Combate ao Crime Organizado) integram a força tarefa.

Bombeiros apagando incêndio em Fiat Toro usada em execução (Foto: Saul Schramm)Bombeiros apagando incêndio em Fiat Toro usada em execução (Foto: Saul Schramm)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions