A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

30/01/2011 10:44

PM que matou a mulher tinha passagens por violência doméstica

Danúbia Burema e Viviane Oliveira

Segundo familiares, ele já havia até atirado contra a vítima

Família diz que PM bebia muito e era violento com a mulher. (Foto: Orkut)Família diz que PM bebia muito e era violento com a mulher. (Foto: Orkut)

O policial militar Paulo Cesar Lucas, de 42 anos, preso hoje após matar a mulher Luciana Chaves Farias, de 35 anos, já tinha várias passagens policiais por violência doméstica.

A informação é do delegado da Depac Piratininga, Higo Arakaki, que não detalha as ocorrências porque nota oficial será divulgada nesta tarde.

Ele adianta que policial será autuado em flagrante por homicídio doloso e encaminhado ao presídio militar. Mas, permanece na delegacia porque deverá prestar depoimento.

Segundo Arakaki, a nota que será divulgada à tarde deverá conter informações sobre as agressões anteriores que o policial havia cometido contra a mulher.

O casal teve um relacionamento de 16 anos e estava separado há duas semanas. Luciana era agente de saúde e tinha três filhos com o soldado da Polícia Militar.

Crime - Ela foi atingida por um tiro no abdômen e chegou a ser socorrida nesta madrugada, mas não resistiu ao ferimento e morreu no posto de saúde do bairro Coophavila.

Na versão do PM, Luciana chegou ao quarto onde ele dormia e arrombou a porta. Sem saber quem era ele pegou a arma e disparou contra ela. Já a família de Luciana alega que o corpo dela tinha sinais de estrangulamento e sinal de um tiro pelas costas.

Investigação - Conforme a Polícia Civil, não havia sinal de arrombamento na porta do quarto onde ele dormia, no bairro Coophavilla, e o corpo de Luciana estava no quintal quando chegou o socorro.

Uma equipe da perícia foi enviada ao IML (Instituto Médico Legal) para verificar se havia sinais de violência no corpo da vítima.

PM é preso após matar a mulher a tiro na Capital
Vítima chegou a ser socorrida, mas morreu no posto de saúdeUm policial militar cuja identificação ainda não foi divulgada foi preso nesta madrugada ...
De família de escritores, médico lança amanhã livro com poemas
O renomado psiquiatra Marcos Estevão lança nesta quinta-feira (14) em Campo Grande o livro de poesias "Pedaços de Mim", que é um compilado de poemas....
Renegociação de dívidas com a Águas Guariroba segue sendo realizada
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...


CARO PAULO JOSÉ, COMO VOCÊ MESMO DISSE, NADA JUSTIFICA TAL BARBÁRIE, JÁ PENSOU SE TODO MUNDO QUE VIVE ESTRESSADO MATASSE SUAS ESPOSAS, AI, AI, TÁ TODO MUNDO LOUCO. MEUS SENTIMENTOS À ESTA FAMÍLIA. QUE DEUS CONFORTE SEUS CORAÇÕES.
 
REGIANE DA SILVA em 31/01/2011 10:47:08
NAO IMPORTA SE SÃO POLICIAIS,MEDICOS OU O QUE SEJA,O FATOS QUE NÓS OS HOMENS TEMOS QUE PROTEGER E RESPEITAR MUITO MAIS AQUELA QUE NOS DERAM A VIDA...
 
Edson gonçalves Penedo em 31/01/2011 08:29:25
Concordo com a Ana Cristin C.M. Quer ser "machão" vai pegar bandido na rua...e não maltratar a família.
 
Maria de Alencar Costa em 31/01/2011 04:52:46
GOSTARIA MUITO QUE OS PM FIZESEM TIPO UM CURSO SOBRE COMO TRATAR SUA FAMILIA CM MUITO AMOR E CARINHO E DEIXAR A SOBERBA E RESPEITAR MAIS A FAMILIA TER MAIS PACIENÇIA CM A FAMILIA ANTES DE SER UM POLICIAL TEM QUE EM PRIMEIRO LUGAR TER RESPEITO E CUIDAR PRIMEIRO DOS DE DENTRO DE CASA MEUS SENTIMENTOS PELA FAMILIA DA LU MINHA GRANDE AMIGA DEIXOU MUITA SAUDADES MULHER GUEREIRA ALEGRE E BATALHADORA
 
ANA CRISTINA C .M. em 31/01/2011 03:15:53
Servidor público foi preparado pra defender a sociedade contra os maufeitores e se achava acima da lei.Com certeza sua finada esposa já havia recorrido as autoridades.Mas o corporativismo nos meios,fê-lo com que nada lhe incomodasse.E,como sempre, ficou por isso mesmo! " Eu sou policial! Nada pode contra mim!" E assim o policial armado, e não o cidadão Lucas, prosseguiu suas violentas investidas contra a ex-esposa, cujo assassinato já havia tentado anteriormente.E deu disso. Filhos órfãos e tristes e o homicida vai pra cadeia, preso no flagra! Também a mulher -vitima procura a policia civil e não dá em nada.No máximo entrevista com a Assistente Social, pra ver se é isso mesmo que ela quer.Agora a PM vai abrir um RIGOROSO processo pra ver se vái expulsar o pm.Agora já é tarde!
 
samuel gomes em 30/01/2011 12:56:16
Nõa que este fato justifique, mas o policial militar de MS vive em stress constante ou seja pela escala "apertada", ou por outros motivos como ações que se ganha na justiça (HPM) e nunca recebem, e muitas vezes são cobrados pela própria família.Sem contar que são os praças que estão sempre no "front", e nunca são valorizados pela instituição (leia-se comando).Lamentável, e que Deus conforte a família da vítima...
 
paulo josé da silva em 30/01/2011 07:33:22
Dr. Higo Arakaki não deixa este crime passar em branco..investiga, investiga...e descubra a verdade. a sociedade Sul Mato Grossense espera muito em Deus e no senhor!
 
Patrícia Carvalho em 30/01/2011 05:11:40
Uma pena toda essa situação, muito triste mais uma familia destruida sendo os mais afetados os filhos deste casal..
 
CARMEN ELIANE SOBRAL NOGUEIRA DA ROCHA em 30/01/2011 04:56:36
É TRISTE VER AS FAMILIAS SE DESINTEGRANDO EM TODAS AS CLASSES SOCIAIS. INFELIZMENTE QUANDO O HOMEM DESPREZA DEUS, ABRE BRECHAS PARA O MAL. UM CASAL QUE PRIORIZE DEUS EM SEU RELACIONAMENTO, TERÃO AFLIÇÕES SIM, MAS JUNTOS TERÃO O DICERNIMENTO PARA VENCÉ-LAS E CONTINUAR A CAMINHADA..
 
valter antunes em 30/01/2011 04:49:30
Infelizmente a cúpula da PM/MS não se preocupa com os policiais bebuns em suas fileiras. Todos sabem que bebem durante as rondas em pequenos bares da periferia, e pior, não pagam. A cúpula se preocupa em arranjar colocação no alto escalão do governo para seus tenentes coronéis e coronéis, pagos com dinheiro público para serem policiais, porém viram assento em um gabinete qualquer. É demais.
 
Rinaldo Ribeiro em 30/01/2011 01:26:06
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions