A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

05/05/2015 15:47

Prefeito da Capital vai à Justiça contra greve e ameaça demitir médicos

Antonio Marques e Priscila Peres
O prefeito Gilmar Olarte declarou que os médicos que fizerem greve vão ter ponto cortado e podem ser até demitidos (Foto: Fernando AntunesO prefeito Gilmar Olarte declarou que os médicos que fizerem greve vão ter ponto cortado e podem ser até demitidos (Foto: Fernando Antunes

A Prefeitura de Campo Grande ingressou ontem ( 5), no Tribunal de Justiça, com uma ação declaratória preventiva para evitar a greve dos 1,4 mil médicos da rede municipal a partir de amanhã. O prefeito declarou hoje em entrevista que poderá punir os servidores grevistas com corte de ponto e até demissão.

O procurador geral do Município, Fábio Castro Leandro, explicou tratar-se de uma ação preventiva, uma vez que o Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul (Sinmed-MS) já comunicou a decisão ao Executivo com antecedência. "Queremos evitar o início da greve. Se a decisão sair depois, pedimos a suspensão da paralisação", reiterou.

Segundo Fábio Leandro, a Prefeitura não tem condições, neste momento, de oferecer qualquer reajuste aos servidores, considerando que o Executivo poderia sofrer punições da União se extrapolar o limite de gasto com a folha de pagamento conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que é de 54% da Receita Corrente Líquida (RCL). Em março o gasto chegou a 52,5% da RCL, muito próximo do limite.

O prefeito Gilmar Olarte declarou em entrevista, na hora do almoço, que se os médicos paralisarem as atividades vão ter o ponto cortado e, se insistirem na greve poderão ser demitidos. As declarações foram dadas no programa da FM Cidade 97.

O secretário municipal de Saúde Jamal Salem se recusou a falar sobre a posição do prefeito para evitar a greve. “Continuo dialogando com a categoria como forma de convencê-los a não parar o atendimento”, afirmou ele, que fez questão de esclarecer que é a Procuradoria Geral do Município (PGM) quem responde pela ação judicial.

Neste cenário, a greve dos médicos deve começar amanhã em Campo Grande. Segundo o presidente do SinMed/MS, Valdir Shigueiro Siroma, foi feita reunião na tarde de ontem, mas o quadro de reajuste zero segue inalterado. “O Jamal nos chamou para reunião, ficamos no aguardo de contraproposta, mas apenas disse que estava tentando. Até o presente momento não retornou a ligação”, afirma Siroma.



E fato que nosso país vive uma recessão econômica e consequentemente isso de muitas formas atinge nosso estado, capital, enfim nossas vidas. Mas daí, este que nos "representa" dizer publicamente em tom de descaso, desrespeito e deboche com seus servidores, que de fato representam no dia-a-dia sua gestão que não devem exercer seus direitos, não devem lutar por melhores condições de trabalho, remuneração já e abuso. A situação é tão alarmante na sua gestão " Sr. Olarte" que até o "Chocolate" se indignou com suas afirmações de crise financeira na Prefeitura de Campo Grande. É uma pena que servidores públicos sejam expostos a essa humilhação, lembrem-se dos nomes daqueles que dias atras fizeram juramento de servir e defender os interesses públicos e hoje compactuam com com esta palhaçada.
 
Quevedo em 06/05/2015 07:40:52
Vazaaaa Olarte....vc não serve para administrar Campo Grande....vaza e leva suas corjas e seus comissionados e vereadores da base aliada junto...nunca tivemos na nossa administração pessoas tão incompetentes....seu lixos!!!
 
Rodrigo Ancel Rocha em 05/05/2015 19:31:06
Dentre tantas outras causas, essa câmara municipal também é uma das piores de todos os tempos, acobertam as ações do prefeito e levantam suspeitas sobre isso, aprovaram o reajuste acima da inflação, não questionam os gastos excessivos com os "irmãos comissionados", aluguel exorbitante do centro pediátrico e gastos com publicidade. Por quê não reduzem o duodécimo da câmara para justificar a crise?
 
Gilms em 05/05/2015 18:05:59
Quer dizer que o médico deve trabalhar 8 horas por dia para ganhar, com a redução dos tributos, pouco menos que 5 mil reais??? E os seus comissionados que, segundo ele, tem grande "esperteza" devem ganham bem mais que isso? Quer dizer que 1 médico que estudou (e muito!) não é esperto o suficiente? Na boa, esse Prefeito é o pior gestor de todos os tempos! Campo Grande está em crise! Amanhã o caos começa...
 
Donado em 05/05/2015 16:27:44
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions