A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

26/04/2013 09:13

Prefeito defende armamento da Guarda Municipal, mas com treinamento

Luciana Brazil e Jessica Benitez

O prefeito Alcides Bernal (PP) defendeu, na manhã de hoje, durante entrevista a rádio Tribuna Livre, o armamento dos agentes da Guarda Municipal de Campo Grande. Bernal disse ser a favor de armar a Guarda, mas acredita que antes disso os guardas precisam ser treinados.

“Eu sou a favor da Guarda devidamente treinada, preparada para condições de ser uma força auxiliar. Mas para isso não podemos armá-los de imediato, precisamos treiná-los”.

Bernal disse que os guardas precisam ter preparação técnica e psicológica. "Não dá para colocar arma na cintura de uma pessoa nessa situação, depois de preparado, técnico, psicológico e econômico, aí sim, eles estarão preparados. Queremos sim armar guarda, mas fazer isso de maneira séria e responsável".

Na Câmara Municipal, a votação do projeto que libera a utilização de armas de fogo foi adiada após causar polêmica na Casa. Conforme o vereador Alceu Bueno (PSL), autor da proposta, os vereadores que compõem a base aliada ao prefeito, votariam contra, por orientação do próprio chefe do Executivo.

Na ocasião da votação, o líder do prefeito na Câmara, o vereador Marcos Alex do (PT), disse que não havia nenhuma orientação do prefeito para votar contra, mas ressaltou que a proposta deveria ser discutida amplamente.

O vereador chegou a dizer que “a base (de Bernal) é a favor de um projeto que recupere e dê condições à Guarda, medida que não foi tomada nos últimos oito anos, desde quando foi criada”. O petista afirmou que antes de aprovar a medida, é necessário discutir uma série de critérios. “Cidades com população acima de 500 mil habitantes têm a liberação para armar a Guarda, mas precisamos discutir”, opinou.

Uma audiência pública, realizada na quarta-feira (24), debateu com as autoridades competentes e a sociedade civil, a proposta de Emenda que, se modificada, dará à Guarda Municipal a possibilidade do armamento.
O projeto será votado no próximo dia 30.

Conquista: Foi aprovada por unanimidade, em outubro do ano passado, a proposta de emenda que modifica o artigo 81 da Lei Orgânica do município, ampliando a área de atuação dos guardas municipais. Com a mudança, eles passaram a cuidar e proteger a integridade física da população.

À época, o autor do projeto, o vereador Alex do PT, disse que a mudança beneficiava a todos, população e guardas. O presidente da Associação dos guardas municipais, Hudson Pereira Bonfim, 33 anos, confirmou que este trabalho já era feito há muito tempo. “A diferença é que agora estamos amparados pela lei”.

Segundo a associação, a próxima luta da categoria é o aumento do salário e o plano de cargos e remunerações que já está incluído no orçamento e deve ser definido pelo prefeito. “Hoje, a formação para ingressar na guarda municipal é o ensino fundamental, porém a classe já está preparada para que essa exigência mude para o ensino superior”, afirmou na ocasião da aprovação da emenda.



Eu nao entendo essa fala "eu defendo a GM armada so se tiver treinamento" quem fala isso e no minimo ignorante, para o porte de arma de qq agente de seguranca, tem um curriculua da secretaria nacional de seguranca publica, eles nao vao aprovar a lei e dar uma arma pra cada GM, vai ter selecao, treinamento antes de tudo. Oq estamos pedindo e de deixar de ser guardinha para podermos ajudar na seguranca de nosso municipio
vou deixar essa pra reflexao, em CG nao tem 700pm nas ruas hj, imagina mais 1300gms treinados para ajudar, seria ruim
 
renato oliveira em 26/04/2013 09:42:32
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions