A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

10/11/2014 12:13

Prefeitura altera contrato para não pagar aluguel de dois meses

Kleber Clajus
Contrato foi alterado para atualizar data de início de aluguel do Centro Pediátrico, na Avenida Afonso Pena (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)Contrato foi alterado para atualizar data de início de aluguel do Centro Pediátrico, na Avenida Afonso Pena (Foto: Marcos Ermínio / Arquivo)

A Prefeitura de Campo Grande alterou por “incorreção”, nesta segunda-feira (10), termos do contrato de aluguel do Cempe (Centro Municipal Pediátrico) ou Hospital da Criança do SUS. O ajuste no acordo, firmado em agosto com o Grupo Hospitalar El Kadri, tem por objetivo justificar não pagamento pelo imóvel durante reforma concluída em outubro.

Em texto publicado no Diário Oficial, foi alterado o início de vigência de “contados da data de assinatura”, em 4 de agosto, para “a contar de 5 de outubro de 2014”. O limite de renovação, no entanto, se manteve em até 60 meses.

O secretário Municipal de Saúde, Jamal Salem, disse que a medida ocorreu para “colocar de maneira correta” trâmite de locação por R$ 194,1 mil do antigo Hospital Sírio Libanês. Ele ainda exemplificou que, quando se quer alugar uma casa com necessidade de reparos se faz contrato prévio para entrar em vigência somente na entrega do espaço reformado.

Com a explicação, Jamal reforça discurso do Executivo de que não gastou dinheiro durante reforma do imóvel, a cargo do Grupo El Kadri. A estrutura passou a operar como pronto atendimento pediátrico em 12 de outubro, Dia da Criança.

Assim que estiver com a estrutura toda montada, tanto física quanto operacional, o custo médio de operação pode chegar a R$ 2 milhões por mês, totalizando R$ 24 milhões por ano.

Reforço – No espaço na Avenida Afonso Pena, a prefeitura espera que sejam realizados 300 atendimentos diários em seis consultórios, além de contar com 35 leitos de observação, uma vez que casos mais graves devem ser transferidos para a Santa Casa. A unidade dispõe ainda de sala de procedimentos não-cirúrgicos, exames laboratoriais, tomografia, raio-x e inalação para até 12 pacientes.

Além de sete pediatras por turno, trabalham no Centro Pediátrico 68 técnicos de enfermagem, 35 profissionais administrativos, 24 enfermeiros, dois assistentes sociais e um farmacêutico.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions