ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
MAIO, DOMINGO  26    CAMPO GRANDE 14º

Capital

Prefeitura escolhe empresa para construir 288 apartamentos populares

Projeto pertence ao "Minha Casa, Minha Vida" e será efetivado nos bairros Monte Castelo e Novos Estados

Por Gustavo Bonotto | 29/02/2024 22:05
Vista aérea do espaço destinado para construção de conjunto habitacional, no bairro Monte Castelo. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)
Vista aérea do espaço destinado para construção de conjunto habitacional, no bairro Monte Castelo. (Foto: Arquivo/Campo Grande News)

Por meio da Emha (Agência Municipal de Habitação e Assuntos Fundiários), a Prefeitura de Campo Grande divulgou o resultado preliminar da seleção de empresas interessadas na construção de 288 apartamentos populares nos bairros Monte Castelo e Novos Estados. O texto foi publicado em edição extra do Diogrande (Diário Oficial), no fim da tarde desta quinta-feira (29).

Segundo o chamamento público que acompanha o processo administrativo, restou classificada e selecionada a proposta apresentada pela Engepar Engenharia e Participações Ltda. Ainda de acordo com a agência, o prazo para interposição de recursos contra a edição vai até 5 de março, próxima segunda-feira.

O valor máximo estabelecido por unidade habitacional na data do chamamento chegou a R$ 175 mil. Caso aprovada em definitivo, a Engepar será responsável pela elaboração e aprovação de todos os estudos e projetos exigidos pelos órgãos competentes para a obtenção das licenças necessárias, além dos projetos arquitetônicos e complementares dos empreendimentos propostos.

Polêmica - Conforme noticiado, a gestão municipal tem planos para dois projetos arquitetônicos. O primeiro, intitulado Loteamento Conjunto Residencial Nova Bahia, está situado no quadrilátero formado pela Avenida Nosso Senhor do Bonfim e pelas Ruas Guanambi, Marquês de Herval e Caldeiras, no Bairro Novos Estados. A unidade habitacional contemplará 160 famílias e os apartamentos poderão variar em dimensões, podendo ter no mínimo 39,00 m², de acordo com as propostas apresentadas pelas empresas.

Já o empreendimento denominado Loteamento Costa Verde está planejado para acomodar 128 apartamentos, a serem construídos no quadrilátero formado pelas ruas do Horácio, Cebolinha, da Pipa e Cascão, no Bairro Monte Castelo. Cada unidade será composta por área de serviço, banheiro, cozinha, quarto e sala de estar.

No entanto, o vereador André Luis (Rede), ingressou com uma ação popular junto com um morador do Conjunto Monte Castelo, Rogério de Souza para tentar barrar o condomínio. Entre os argumentos para o pedido de que todo o procedimento administrativo que levou à destinação da área para construção de moradias popular seja declarado nulo é que a medida vai gerar impacto na comunidade e não houve estudo técnico ou mesmo audiência pública para a manifestação dos moradores.

O parlamentar, que é advogado e assina o pedido, sustenta que para resolver o problema da moradia, a prefeitura não pode privar moradores do direito ao meio ambiente saudável. Ele aponta que a desafetação da área pública para repassá-la a um empreendimento habitacional do Programa Minha Casa, Minha Vida, vai gerar adensamento de moradias e privar a comunidade de ter acesso a equipamentos públicos.

Receba as principais notícias do Estado pelo celular. Clique aqui para acessar o canal do Campo Grande News no WhatsApp e siga nossas redes sociais.

Nos siga no Google Notícias