A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

23/10/2014 14:11

Prefeitura quer cópia de decisão para se posicionar sobre inocência de Bernal

Lidiane Kober e Kleber Clajus
Prefeito vai esperar posição da Justiça para se manifestar (Foto: Kleber Clajus)Prefeito vai esperar posição da Justiça para se manifestar (Foto: Kleber Clajus)

A Prefeitura de Campo Grande quer cópia da decisão do delegado da Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), Fabiano Goes Nagata, para se posicionar sobre os rumos da investigação, que descartou crime na volta de Alcides Bernal (PP) ao comando da administração municipal, em 15 de maio deste ano.

“Vamos pegar cópia da decisão para fazer análise e ver o que podemos acrescentar”, disse o secretário de Administração, Waltemir de Brito. Segundo ele, a suposta invasão resultou em cerca de 80 sindicâncias contra funcionários da prefeitura. “Dos não servidores o processo foi encaminhado à Justiça”, completou.

A Polícia Civil concluiu que não houve furto de documentos nem computadores, bem como coação de servidores durante a ocupação da Prefeitura de Campo Grande, durante o mandato de oito horas de Alcides Bernal. Na época, ele obteve liminar da Justiça para retornar ao cargo de prefeito, que foi derrubada na madrugada do dia 16 daquele mês.

“Não houve invasão, mas uma grande aglomeração de pessoas”, avaliou o delegado. Ele ainda explicou que 400 fotos, entregues por Bernal, foram periciadas e comprovaram “tranquilidade” na entrada e saída da sede do Executivo, na Avenida Afonso Pena.

“Ouvimos 70 pessoas, de ambos os lados, e ficou comprovado que não houve quebra-quebra, furto ou dano [ao patrimônio]. Até o computador que teria sido furtado reapareceu e a administração se retratou dizendo que estava no conserto. Dessa forma, ninguém foi indiciado e o inquérito foi encaminhado, ontem (22), para o Ministério Público”, detalhou Nagata.

Atual prefeito, Gilmar Olarte (PP) frisou que vai esperar a posição da Justiça para se manifestar. “Vamos aguardar os desdobramentos”, afirmou. “Vamos sempre cumprir a Justiça e a lei”, finalizou.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions