A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

19/12/2014 12:34

Prefeitura refaz asfalto pela enésima vez e moradores amargam prejuízos

Aline dos Santos
De novo: Enxurrada levou asfalto da rua Frutuoso Barbosa. (Foto: Marcelo Calazans)De novo: Enxurrada levou asfalto da rua Frutuoso Barbosa. (Foto: Marcelo Calazans)

Refazer o asfalto da rua Frutuoso Barbosa, no bairro São Francisco, já virou tradição de fim de ano em Campo Grande. Pelo menos desde 2011 a via se transforma em rio durante as fortes chuvas de dezembro.

Ontem, a enxurrada levou, novamente, placas de pavimento de uma quadra, perto da avenida Tamandaré. Nesta sexta-feira, enquanto o asfalto é refeito, moradores voltam a contabilizar estragos e a viver o drama de perder bens para a enxurrada.

Militar da reserva, Marinho Conceição Pereira, 54 anos, calcula que o prejuízo pode chegar a R$ 2 mil. A água arrastou seu carro, um Ônix, e levou a calçada feita pela segunda vez.

“O carro só não desceu mais porque parou numa placa de asfalto”, diz. O veículo tem seguro, mas o dono arca com o valor da franquia. Já a obra mais recente para refazer a calçada custou R$ 800. Ele conta que vai acionar o poder público para reaver o prejuízo.

Na casa da frente, a enxurrada deixou danos avaliados em R$ 3 mil. “Estragou a máquina de lavar que tinha acabado de dar de presente para a minha mãe, computador, ferro de passar, dois guarda-roupas, além do muro”, afirma o motorista Leônidas José de Lopes Júnior, 29 anos.

Ele relata que o problema na residência de seus pais começou após a pavimentação de bairros mais altos. “Asfaltou e não fez o esquema de escoamento”, diz.

O aposentado Valdir Monteiro, 62 anos, afirma que a rua é ponto de confluência da enxurrada que vem dos dois lados da avenida Tamandaré. Ontem, ele viu um carro ser arrastado, parando na proteção metálica de uma obra, que resultou na queda de pilha de tijolos em cima do veículo.

A água chegou até a avenida Ernesto Geisel, próximo à Mascarenhas de Moraes. O local foi limpo por equipes da prefeitura na manhã de hoje.

Avenida Ernesto Geisel passou por faxina nesta sexta-feira. (Foto: Marcelo Calazans)Avenida Ernesto Geisel passou por faxina nesta sexta-feira. (Foto: Marcelo Calazans)
Na Capibaribe, córrego Imbirussu voltou a nível normal após estragos de ontem. (Foto: Marcelo Calazans)Na Capibaribe, córrego Imbirussu voltou a nível normal após estragos de ontem. (Foto: Marcelo Calazans)

Na avenida Capibaribe, que ontem foi tomada pelas águas do córrego Imbirussu, o alagamento também não é novidade. “Se chover por uma hora, uma hora e meia, pode saber que vai encher”, afirma o frentista Clodoaldo Rodrigues, 43 anos. No posto de combustível, os funcionários já colecionam vídeos e fotos dos alagamentos.

Problemas– Na Vila Popular, moradores da rua Rádio Maia tiveram que deixar as casas às pressas para escapar da enchente. Trinta famílias só puderam voltar após a água escoar e, na manhã de hoje, contabilizavam prejuízos.

No Jardim Aeroporto, o córrego transbordou no cruzamento das ruas Wanderley Pavão e José Barbosa Rodrigues. “Agora, fica a lama. De primeiro, pelo menos, a prefeitura limpava”, diz o comerciante Élcio Gonzaga da Silva, 59 anos.

Resposta – O titular da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação), Valtemir de Brito, visitou a Vila Popular na manhã de hoje, percorrendo as margens dos córregos Serradinho e Imbirussu. “Nosso intuito é dar uma resposta rápida para a população”, afirmou, por meio da assessoria de imprensa da secretaria. Ele destacou que a chuva foi concentrada na região, num total de 70 milímetros.

A Seinthra vai avaliar se é necessário ampliar o sistema de drenagem ou apenas realizar a manutenção de pontos de eventuais obstruções. Árvores caídas, por exemplo, podem se transformar em diques que represam a água.

O secretário convocou para a visita a empresa que realizou o projeto de drenagem do complexo Imbirussu/Serradinho, solicitando avaliações e correções técnicas que evitem novas inundações.

Uma das alternativas é a execução de obras para contenção da velocidade da água. A secretaria também deslocou esquipes para limpeza e a manutenção nos locais de enxurrada. 

Secretário Valtemir Brito percorreu margens de córregos para avaliar situação. (Foto: PMCG)Secretário Valtemir Brito percorreu margens de córregos para avaliar situação. (Foto: PMCG)
Carro foi arrastado ontem na avenida Tamandaré. (Foto: Valdir Monteiro)Carro foi arrastado ontem na avenida Tamandaré. (Foto: Valdir Monteiro)


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions