A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

28/09/2011 20:35

Prefeitura se reúne amanhã com associação para decidir destino de dogueiros

Paula Maciulevicius

Depois de desistir da mudança para Praça Aquidauana, dogueiros vão aguardar decisão da prefeitura

Por enquanto os trailers permanecem na avenida Afonso Pena, até que impasse seja decidido. (Foto: João Garrigó)Por enquanto os trailers permanecem na avenida Afonso Pena, até que impasse seja decidido. (Foto: João Garrigó)

O impasse no destino dos dogueiros parece que ainda vai ter vários capítulos até chegar ao fim. A prefeitura afirmou que se reúne nesta quinta-feira com a Amval (Associação Municipal dos Vendedores de Lanches),para ouvir a classe e então decidir para onde eles vão.

Para o Campo Grande News, o presidente da associação Emerson Nascimento, disse que ainda não teve nenhuma resposta concreta e que a prefeitura ficou de fazer um estudo em cima da escolha do local.

“O que é certo é que a área para onde vamos será provisória até a Orla ficar pronta”, explica Emerson.

Depois que moradores da região da Praça Aquidauana se manifestaram contra a ida dos dogueiros para lá, os vendedores de lanches acharam por bem não ir.

“Como já deu problema, a prefeitura precisa tratar a questão de maneira mais correta antes de anunciar um local. Eles suspenderam a obra até que tenha uma segunda opção”, completou.

O secretário de Governo Rodrigo Aquino disse ao Campo Grande News que a reunião acontece ainda nesta quinta-feira com o secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Marcos Cristaldo.

“Estamos conversando para discutir. Vamos ouví-los e como base nessa reunião decidir”, comentou Rodrigo Aquino.

Impasse - os donos de trailers de lanches desistiram da mudança para a Praça Aquidauana e vão ficar na avenida Afonso Pena até que a prefeitura arrume uma solução definitiva para todos.

Em entrevista anterior, o presidente da Amval disse que os dogueiros não vão para um lugar em que as pessoas não querem.

“Não queremos causar transtorno. Queremos uma solução com infraestrutura”, afirma.

A saída do comércio de lanche da avenida é devido à retirada das vagas de estacionamento e recapeamento do asfalto. As obras já estão em curso. Ao todo, a avenida tem 19 trailers.

Primeiro, o destino dos comerciantes era o Horto Florestal, onde seria criado um lanchódromo. Mas a prefeitura voltou atrás, alegando que vai incrementar a área verde no entorno do local. O novo endereço passou a ser a Praça Aquidauana, mas a mudança enfrenta forte oposição dos moradores que acionaram o MPE (Ministério Público Estadual), que pediu a suspensão das obras na praça.



Já falei e repito: Duas alternativas possíveis: 1º) Altos da Av. Afonso Pena, lá junto a "Cidade do Natal". A Prefeitura poderia deixa-los fixos naquele espaço, cobrando-lhes certa contrapartida social em datas especiais; 2 º) Que cada um alugue ou compre um espaço (loja) na cidade, constitua empresa como qualquer outra, pague impostos, etc, etc. Afinal, praças e calçadas são de uso coletivo.
 
Fernando Silva em 29/09/2011 12:44:31
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions