A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

27/01/2018 12:18

Prefeitura vai usar GPS para identificar áreas que precisam ser regularizadas

Ideia é reduzir tempo de medição para 10 dias, o que atualmente leva três meses

Mayara Bueno
Diretor-presidente da Emha, Enéas Netto, com mutuários. (Foto: Divulgação Prefeitura de Campo Grande).Diretor-presidente da Emha, Enéas Netto, com mutuários. (Foto: Divulgação Prefeitura de Campo Grande).

A prefeitura de Campo Grande vai comprar um GPS para identificar de forma mais ágil lotes que precisam ser regularizados. Conforme a Emha (Agência Municipal de Habitação), a intenção é reduzir a 10 dias, no máximo, o tempo de medição, que hoje está em até três meses.

Na sexta-feira (27), a Agência promoveu uma ação de assinatura de contratos de regularização fundiária, contemplando 200 famílias. Outras 100 tiveram a transferência de titularidade validada.

Estima-se, ainda conforme informação divulgada pela Emha, que mais de 50% das casas no País possuam alguma irregularidade de natureza fundiária e registral.

Durante a ação, o diretor-presidente da Agência de Habitação, Enéas Netto, disse que foram constatadas 400 áreas que precisam ser regularizadas em Campo Grande. Em alguns casos, há processos abertos há 15 anos.

Habitações no Jardim Futurista, Bosque da Esperança, Jardim Panorama, Aero Rancho, Jardim Anache, entre outras localidades da Capital, serão beneficiadas com o Programa Viver Bem Morena – A Conquista do Sonho.

As dúvidas  sobre como regularizar a moradia social podem ser sanadas na Agetran, de segunda à sexta, das 8 às 17 horas.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions