A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

11/08/2011 09:41

Preso caseiro do Clube do Tribunal de Contas que sequestrou estudante

Paula Vitorino e Nadyenka Castro
Cativeiro foi descoberto na manhã do dia 25 e quatro foram presos, apenas o caseiro estava foragido.Cativeiro foi descoberto na manhã do dia 25 e quatro foram presos, apenas o caseiro estava foragido.

O último integrante foragido da quadrilha que seqüestrou um estudante de Direito, de 36 anos, foi preso por equipe da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos). Vilson Aveiro Gonçalves, de 23 anos, era o caseiro do Clube dos Servidores do Tribunal de Contas e forneceu o local para que a vítima fosse mantida em cativeiro.

Ele foi detido no dia 1° deste mês, em uma vila de casas no bairro Danúbia Azul, em Campo Grande. Contra ele havia mandado de prisão preventiva.

Os outros presos por participação no crime são Marvin Moreira Klinguelffuss, de 20 anos, Felipe Almeida Rodrigues, 24 anos, Toniel Ramires Gonçalves, 24 anos e um adolescente de 17 anos. Mas as investigações apontaram que os autores faziam parte de uma quadrilha de cerca de 12 pessoas, que se dividiam para roubar veículos.

O adolescente não possui passagens pela Polícia. Felipe, além de ser procurado pelo envolvimento em um sequestro relâmpago a 3 jovens na saída de uma boate no último dia 10 de fevereiro, já foi indiciado por formação de quadrilha. Não foram encontrados registros policiais relacionados aos demais envolvidos.

Crime - O seqüestro aconteceu na madrugada do dia 25 de fevereiro, quando o jovem saía do Bar 21, no bairro Chácara Cachoeira. A vítima foi abordada por três bandidos quando chegou ao carro, um Peugeot 207.

Quando chegaram ao cativeiro, no Clube dos Servidores do Tribunal de Contas, localizado na rua Rio Turvo, os bandidos entraram com o Peugeot no local e pararam diante de uma casa que fica aos fundos. A vítima relata que teve os pés e as mãos amarradas, estas, atrás das costas.

O estudante foi colocado dentro de um quarto em cima de um colchão que estava no chão, enquanto um dos bandidos permaneceu em cima de uma cama apontando a arma, um revólver calibre 38, para a vítima.

Os demais autores foram embora com o veículo e o seqüestrador Marvin ficou fazendo a "segurança" do local, tentando contatar uma pessoa pelo celular. De acordo com a vítima, o autor em determinado momento simplesmente deitou e dormiu, ainda com o celular e arma nas mãos. O estudante aproveitou o cochilo do autor para escapar.

A vítima lembra que a todo rezava pela sua vida no cativeiro e os momentos da fuga foram decisivos, mas também de muito medo.

Ele ligou para a Polícia de um orelhão e os policiais prenderam Marvin no cativeiro, que ainda estava dormindo, e chegaram até os outros quatro autores.

Promotoria e prefeitura firmam acordo para recuperar área de preservação
Foi celebrado entre o MPE (Ministério Público Estadual) e a prefeitura de Campo Grande acordo para recomposição da vegetação nativa da área de preser...
Concurso recebe inscrições para 83 vagas técnico-administrativas
Seguem abertas as inscrições para o concurso que oferece 83 vagas para técnico-administrativos em Educação na UFMS (Universidade Federal de Mato Gros...
Vice-governadora visita projeto em que detentos reformam escolas
O projeto "Pintando e Revitalizando a Educação com Liberdade", desenvolvido pelo Poder Judiciário estadual, foi conhecido e elogiado na sexta-feira (...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions