A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

17/12/2010 11:22

Preso da “Operação Lavanderia” paga mil de fiança, mas não consegue liberdade

Ana Maria Assis

Marcos Ricalde, um dos presos da “Operação Lavanderia” de ontem (16), chegou a pagar mil reais de fiança por porte ilegal de arma. A advogada dele, Adelaide Benites Franco, disse que o pagamento foi uma tentativa de que o cliente respondesse em liberdade, no entanto, não foi possível devido ao mandado de prisão preventiva pelo suposto envolvimento em lavagem de dinheiro.

Ela disse, ainda, que hoje vai tentar negociar com o Ministério Publico para que Ricaldi, preso em Campo Grande, seja beneficiado com a revogação de prisão.

“Ontem a fiança foi paga por terem encontrado uma arma que não era dele. Ele prestava serviço administrativo e caiu numa emboscada”, alegou a advogada nesta manhã sem entrar em mais detalhes.

Segundo o irmão, que inclusive foi quem levou o dinheiro até a delegacia, Marcos trabalha na área de informática e estava com a esposa,que está gestante, no momento em que foi preso ontem, por volta das 6h.

Além de Marcos, o Campo Grande News apurou que Joelson da Costa, Oswaldo Batista e o gerente de banco Nelson Marçal Ferreira também foram presos.

Além deles, estão detidos dois envolvidos identificados como Flávio, de 28 anos, e Luiz, que moravam em um mesmo sobrado e compartilham também o mesmo advogado. Eles teriam uma “empresa de alimentos”.

Entre as apreensões, estão uma pistola 380 e vários computadores.

 Preso da “Operação Lavanderia” paga mil de fiança, mas não consegue liberdade


Muito boa sua critica Paulo Sergio, tem todo meu apoio, Ministério Publico gosta mais de fazer manchete em coisinha sem muito valor, porque não fizeram nada quanto o deputado fez uma denuncia aberta para todos verem. Ou será que eles não sabem de nada. Prender peixe grande tem que ser bom pescador, aqui tá dificil.
 
luiz Charles da Silveira em 17/12/2010 06:37:00
Um erro nao justifica o outro. sou totalmete contra isso lógico.
Mais porque a policia, o ministério publico nao verifica os politico que enriquecem em menos de 365 dias depois que entram acupando os cargos?
Sou contra esses ladrões , mais ainda sou mais contra esses ladroezinhos de colarinho branco que temos em e nosso governo..
hoje eu tô criticando tudo.
na proxima eleição o Politico que vier me entregar um santinho ou bater na porta de minha casa, pode ter certeza, serei preso, mais ele ñão irá esquecer minha cara tão cedo, porque qdo ele se olhar no espelho vai sentir um nariz quebrado..
podem escrever isso, quando acontecer, irão saber que sou eu.....

 
Paulo Sérgio Bazilio da Silva em 17/12/2010 02:28:00
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions