ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 29º

Capital

Preso fugiu tranquilamente por única porta enquanto policial mexia no celular

A policial e o seu colega de equipe foram presos por facilitação de fuga e vão passar hoje por audiência de custódia

Por Viviane Oliveira | 03/02/2021 09:42
Banheir de onde o interno saiu sem ser percebido pela policial que fazia a escolta (Foto: Direto das Ruas)
Banheir de onde o interno saiu sem ser percebido pela policial que fazia a escolta (Foto: Direto das Ruas)

O preso Donivaldo Carvalho Furtado, de 49 anos, fugiu de dentro de um quarto de enfermaria da Santa Casa enquanto a policial de 27 anos, uma das responsáveis pela escolta, mexia no celular. O caso aconteceu entre as 4h30 e 5h30 de ontem (2). Além dela, a custódia do detento era feita por outro policial, de 40 anos, que dormia no carro no momento da fuga. Eles foram presos por facilitação de fuga, passaram por audiência de custódia no Fórum nesta manhã e foram soltos. O interno ainda não foi localizado.

Conforme o auto de prisão em flagrante, o cabo responsável pelo turno e o mais antigo da equipe, contou que no momento da fuga descansava em seu veículo particular, no estacionamento do hospital, distante 5 andares de onde o preso estava custodiado. Nesse período, explicou, Donivaldo permaneceu sob a guarda da outra policial, sua colega de equipe.

Ele contou ainda que só ficou sabendo da fuga, às 5h50, por outro PM escalado em outra ala da unidade. Imediatamente, disse, iniciou os procedimentos de buscas, mas sem sucesso. Segundo o cabo, por mais que tenha a exigência de tomar todos os cuidados necessários para evitar a fuga de presos, saiu do quarto, uma vez que, segundo o cabo, não há local específico no hospital para descanso, além do ambiente ser insalubre.

Segundo a soldado, que estava no quarto de enfermaria no momento da fuga, o custodiado pediu autorização para ir ao banheiro logo após receber medicação da equipe de enfermagem. Ele, segundo a soldado, estava sem algemas e com condições de saúde razoáveis, conseguindo caminhar com dificuldade. Ela, então, ficou do lado de fora aguardando. Indagada como o preso fugiu se a única saída era por onde havia entrado, a policial disse que se distraiu mexendo no celular e desviou sua atenção da porta.

Caso - Segundo apurado pela reportagem, o interno deu entrada na unidade de saúde às 20h15 de domingo  (dia 31) para tratar de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). O preso seguia internado sob escolta da Polícia Militar, no 5º andar.

A última medicação que o paciente recebeu foi realizada às 4h30. Uma hora depois, às 5h30, quando a equipe de enfermagem retornou ao quarto, o interno já havia fugido. A roupa hospitalar que ele usava foi encontrada dentro do banheiro, ou seja, o interno aproveitou o descuido da escolta para fugir tranquilamente. Donivaldo cumpria pena no IPCG (Instituto Penal de Campo Grande) por estupro de vulnerável.

Nos siga no Google Notícias