A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

25/03/2013 09:10

Preso ordena assalto que aterrorizou família e terminou com baleado

Francisco Júnior

Uma família passou momentos de pânico e terror na noite de ontem (24) durante assalto, que teve mandante como um detento do presídio de Segurança Máxima de Campo Grande. O crime aconteceu no Portal Caiobá, na saída para Sidrolândia.

De acordo com a Polícia, por volta das 23h, uma das vítimas, um adolescente de 15 anos, viu dois homens armados na varanda da casa. Ele ainda tentou impedir que a dupla entrasse no local trancando a porta da sala.

Porém, os assaltantes arrombaram a porta e renderam a família, que estava escondida em um dos quartos. Eles ordenaram que as vítimas entregassem dinheiro e joias. Reviraram toda a residência à procura de objetos de valor. Durante o assalto, o proprietário da casa chegou a ser agredido com coronhadas nas costas e na cabeça.

A dupla não encontrou dinheiro e fugiu do local levando uma caminhonete S-10 cabine dupla.

Policiais de moto do posto da Polícia Militar do Coophavilla receberam um chamado sobre o caso e durante rondas pelo bairro acabaram localizando uma caminhonete com as mesmas características da que foi roubada da residência no Portal Caiobá.

Fizeram acompanhamento tático e ordenaram que o motorista estacionasse o veículo. O bandido, que estava na direção, não obedeceu e ainda tentou atropelar o policial. O PM teve que saltar da moto para ser não atingido pela caminhonete. Ele chegou a efetuar um disparo contra o veículo.

Policiais da Rotac/Cigcoe (Rondas Ostensivas Táticas) foram acionados para ajudar na perseguição e acabaram localizando os suspeitos. O homem que estava na direção da caminhonete, perdeu o controle e colidiu o veículo no muro de uma residência na esquina da rua Polônia com a rua Lagoa.

De acordo com a Polícia, um dos assaltantes, identificado como Gilmar de Souza Coleta Júnior, de 21 anos, desceu do veículo e apontou uma arma para os policiais, que atiraram e acertaram dois tiros nele, um na cabeça e outro no ombro esquerdo. O outro envolvido no assalto, Ederval Martins do Amaral Junior, de 20 anos, tentou fugir, mas acabou capturado.

Gilmar foi socorrido e encaminhado para a delegacia. Já o outro acusado foi preso e encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga. Em depoimento, ele afirmou que as informações sobre as vítimas foram repassadas por um adolescente de 16 anos.

O garoto foi apreendido e também encaminhado para a delegacia. Ele disse que recebeu ordens de um detento da Máxima para a execução do crime. Após prestar depoimento, foi liberado.

Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...
Águas Guariroba continua com campanha de renegociação de dívidas
Vai até o dia 29 deste mês a campanha "Fique em Dia", realizada pela Águas Guariroba para renegociar as dívidas que os consumidores têm com a empresa...
Prefeitura e TJ prorrogam renegociação de dívidas ajuizadas até 3ª
O programa de refinanciamento de dívidas da Prefeitura de Campo Grande foi prorrogado até o dia 19 de dezembro, a próxima terça-feira, no Centro de C...


Agora só falta um sugeito qualquer aí falar que a policia esta errada, que esta exagerando nos procedimentos,e que o assaltante tem direitos mais que um cidadão que trabalha,Parabens a nossa policia e aos policiais que atenderam a ocorrencia.
 
Lucas da Silva em 25/03/2013 12:58:56
UM POLICIAL FERIDO POR UM MOTORISTA BÊBADO, OUTRO AMEAÇADO A TIRO POR MARGINAIS, ASSIM SENDO OS DIREITOS HUMANO DEVEM ESTAR SATISFEITO, NÃO SEI SE JÁ CONSIDERA CUMPRIDA A SUA META.
 
jorge ferreira em 25/03/2013 12:06:03
Parabéns aos policiais pela ação. Mas já que os bandidos reagiram, os policiais não precisavam ter economizado munição. Nessas situações, a ordem deve ser uma só: FOGO À VONTADE!
 
Adriano Roberto dos Santos em 25/03/2013 11:35:10
Menos um bandido. Como que o crime organizado consegue ser organizado e a polícia não consegue se organizar para barrar a entrada de celulares no presídio Tem que revistar toda semana as celas. Na hora do banho de sol faça uma revista e ache estes celulares, que virou arma também.
 
Antonio Reis em 25/03/2013 11:34:29
toda semana tem crime com mando de dentro do presidio da maxima, sera que eh dificil sr secretario de segurança fazer um pente fino e revista la pelo menos uma vez por ,meS
??
 
paulo matos em 25/03/2013 10:05:24
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions