A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quinta-feira, 19 de Setembro de 2019

28/08/2019 19:07

Preso por estupro vai responder pelo assassinato de colega de cela

Homicídio ocorreu no dia 14 de junho no Centro Penal Industrial da Gameleira e foi esclarecido nesta quarta-feira (28)

Maressa Mendonça
Crime aconteceu no presídio da Gameleira (Foto: Arquivo/ Fernando Antunes)Crime aconteceu no presídio da Gameleira (Foto: Arquivo/ Fernando Antunes)

A Polícia Civil conseguiu esclarecer, nesta quarta-feira (28), o assassinato que ocorreu no dia 14 de junho em uma celas do Centro Penal Agroindustrial da Gameleira, em Campo Grande.

O interno Gedilson de Souza, de 28 anos, morreu após ser pisoteado no pescoço. Ao todo, 15 detentos testemunharam o crime.

Conforme as informações divulgadas pela assessoria de imprensa da Polícia Civil, o crime foi esclarecido por policiais da 5ª Delegacia após homem, de 48 anos, entrar em contradição durante o depoimento. Pouco tempo depois, ele confessou o assassinato.

O suspeito teria sido mordido no braço esquerdo ao imobilizar a vítima. Ele também foi ferido no pé, quando De Souza já estava no chão. O interno aproveitou que de Souza estava caído e pisou no pescoço dele.

De Souza, que cumpria pena por tráfico de drogas, morreu com fraturas em duas vértebras. O outro estava preso por estupro e tinha queimaduras no braço e pé. Ele confessou aos policiais ter tentado cauterizar os ferimentos. Agora, o interno será indiciado por homicídio.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions