A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

08/12/2014 10:35

Preso por matar um e ferir 2, jovem diz que voltou para "atacar" em festa

Renan Nucci
Alex matou uma e feriu duas pessoas na Moreninha III, e acabou agredido por populares. (Foto: Renan Nucci)Alex matou uma e feriu duas pessoas na Moreninha III, e acabou agredido por populares. (Foto: Renan Nucci)

Acusado de matar uma pessoa e ferir outras duas com uma faca na noite do último dia (30), Alex Antonio Valejo, 24 anos, foi expulso da festa onde estava com a esposa na Moreninha III, mas voltou ao local armado com o intuito de atacar alguém. Preso em flagrante, ele disse que cometeu o crime porque estava sendo “tirado” pelos convidados.

De acordo com o delegado Fernando Paciello Júnior, da 4ª Delegacia de Polícia da Capital, o inquérito está praticamente encerrado e prestes a ser relatado ao poder judiciário. Na ocasião do crime, Alex chegou à festa da enteada sem ter sido convidado. Segundo testemunhas, ele seria um indivíduo encrenqueiro, que não era bem visto pelos familiares de sua mulher.

Ele se envolveu em uma confusão e tentou agredir alguns dos convidados e por isso, foi expulso. Ele se dirigiu até sua casa, nas proximidades, onde pegou uma faca e retornou à festa. Em nova confusão, tentou atacar o dono da casa, mas foi contido e novamente convidado a se retirar.

A vítima fatal, Sebastião Carlos Lanza Filho, 37 anos, o acompanhou pela Rua Barreiras, na divisa com a Moreninha II, para que ele não voltasse a criar caso. No meio do trajeto, Sebastião acabou golpeado no tórax, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Wellington Barbosa Cavalcante, 36 anos, e Jeovan Salvador da Silva, 25 anos, estavam na festa e testemunharam o ataque. Eles investiram contra Alex e também se feriram, sem gravidade, mas conseguiram detê-lo.

Populares o agrediram até o momento da chegada da Polícia Militar. “Ele atacou a vítima que tentava apaziguar a situação e que em momento algum quis agredi-lo”, explicou o delegado. Por sua vez, o autor negou os fatos. “Eu lembro só do pessoal me batendo para que eu fosse embora. Não sei como Sebastião foi esfaqueado”, disse na ocasião da prisão.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions