A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

09/01/2011 10:56

Preso que escapou durante limpeza de cela integrava quadrilha de traficantes

Aline Queiroz

Ele foi recapturado cerca de uma hora depois de ter escapado da unidade policial

Dez equipes participaram da ação para capturar o preso. Foto: Adriano Hany.Dez equipes participaram da ação para capturar o preso. Foto: Adriano Hany.

Preso por envolvimento com uma quadrilha flagrada com 1,8 tonelada de maconha, André Vilela Leal, 44 anos, conseguiu escapar esta manhã de uma cela da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro no momento que era feita a limpeza do local. Ele foi recapturado por volta de 10h10, uma hora depois da fuga.

Dez equipes da Polícia Civil foram acionadas para tentar capturar o preso. Perto da delegacia havia grande movimentação de policiais para tentar localizar o fugitivo esta manhã.

Ele acabou recapturado na Rua Maracaju, perto da Rui Barbosa, ainda no Centro. André foi preso com outras três pessoas em operação feita na sexta-feira.

Os quatro suspeitos de integrar o bando foram autuados em flagrante por tráfico.

Em uma casa na Rua Curiango, Bairro Otávio Pécora, foram apreendidos 1.375 tabletes da droga, que somaram 1,5 tonelada de maconha.

Já em residência na Rua Delamaris, Bairro Tarumã, havia 321 tabletes, que contabilizaram 384 quilos.

Geovane Leite da Silva é apontado como o líder do bando. Ele foi preso na casa do Bairro Tarumã, onde havia parte da droga e R$ 10 mil em dinheiro.

No mesmo local Eder Jesus Vargas foi preso. Ele veio de Miranda e dava apoio ao transporte da droga para outros estados.

A mulher de Geovane, Eva Lúcia Molina, estava na casa e também foi presa.

Já na casa do Bairro Otávio Pécora, André foi preso.

Segundo a Polícia Militar, a quadrilha tinha ramificações na fronteira. O grupo de traficantes pode ter ligação com uma quadrilha que começou a ser desarticulada em dezembro do ano passado, na região de fronteira entre Mato Grosso do Sul e o Paraguai.

Segundo o Campo Grande News apurou, junto à PM (Polícia Militar), os presos são da região e tinham ligação com traficantes que promoviam festas para o consumo de entorpecentes.

Investigada há seis meses, a quadrilha começou a ser presa no dia 17 de dezembro.

Na ocasião, foram capturados: Silvério Acosta Antunes, o “Marquinhos”, 38 anos, morador em Caarapó e coordenador local da quadrilha, Paulo Henrique Borak, 23 anos, também de Caarapó, Dejair Chaves dos Santos, o “Menega”, 41 anos, que cumpria pena no Estabelecimento de Regime Semi-Aberto de Dourados e responsável por pontos de apoio ao grupo em Dourados e Coronel Sapucaia e Luiz Eduardo Rojas Lemos, 21 anos, que era de Amambai.

Na primeira prisão, a Polícia apreendeu drogas e veículos, entre eles um Astra e um Audi, usados nos deslocamentos do bando e transporte das drogas.

Durante a prisão, Luiz Eduardo estava com R$ 12 mil em dinheiro, escondidos na cueca.

Na ação de sexta-feira, a Polícia apreendeu R$ 10 mil em dinheiro e 1,8 tonelada de maconha.



Não seria melhor que a polícia disponibilizasse a fotografia do integrante da quadrilha que fugiu, assim a população poderia denunciar.
 
Marcelo Max em 09/01/2011 06:57:47
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions