A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

24/06/2016 13:56

Preso suspeito de estupro, procurador aposentado é encaminhado para presídio

Michel Faustino e Leandro Abreu
Zeolla chegando ao plenário para julgamento pela morte do sobrinho, em 2011. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)Zeolla chegando ao plenário para julgamento pela morte do sobrinho, em 2011. (Foto: Marcelo Victor/Arquivo)

O procurador aposentado Carlos Alberto Zeolla, 51 anos, foi encaminhado ainda na manhã desta sexta-feira (24) para o Centro de Triagem do Complexo Penal de Campo Grande, no bairro Jardim Noroeste. Zeolla foi preso pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), suspeito de abusar de um adolescente de 13 anos.

O delegado Paulo Sérgio de Souza Lauretto, da Depca (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente), explicou que, a princípio, o procurador deveria ser encaminhado à delegacia para ser interrogado, entretanto, sem saber por quais motivos, ele foi levado direto para o Centro de Triagem.

Conforme Lauretto, o caso deve ser conduzido pelo seu colega Mário Donizete e segue em segredo de Justiça. O mandado de prisão preventiva foi expedida pela 7ª Vara Criminal de Campo Grande.

Condenação -Em junho de 2011, Zeolla foi condenado a 8 anos de prisão por matar com um tiro nas costas, o sobrinho Cláudio Alexander Zeolla, 23 anos. O crime ocorreu em março de 2009.

Ao relatar o crime, argumentou que ele não pode ser dissociado da “destruição da imagem do pai que ele tinha como herói deste criança”.

Atuação - O procurador aposentado atuou 20 anos no MPE (Ministério Público Estadual), órgão responsável pela acusação de criminosos. Passou em primeiro lugar no concurso que fez, em 1990, foi promovido a procurador e após o crime foi aposentado pelo órgão.

Antes disso, devido a problemas psiquiátricos, havia apresentado mais de 45 licenças médicas, mas continuava atuando.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions