A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

28/06/2012 18:12

Zeolla retorna para clínica psiquiátrica, após uma semana em presídio

Nadyenka Castro

Decisão judicial mandou procurador aposentado ao semiaberto. TJ determinou volta para hospital

Procurador aposentado, no banco dos réus do Tribunal do Júri, quando foi condenado a oito anos de prisão. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)Procurador aposentado, no banco dos réus do Tribunal do Júri, quando foi condenado a oito anos de prisão. (Foto: João Garrigó/ Arquivo)

Após ter ficado uma semana no presídio de regime semiaberto, já está na Clínica Carandá o procurador aposentado Carlos Alberto Zeolla, condenado a oito anos de prisão pelo assassinato do sobrinho Cláudio Alexander Zeolla, de 23 anos, no dia 3 de março de 2009, em Campo Grande. Ele retornou ao hospital no fim da tarde.

Zeolla foi transferido para o Centro Penal Agroindustrial da Gameleira na semana passada, após três anos de internação no hospital psiquiátrico. A transferência foi determinada pelo juiz Albino Coimbra.

Para justificar a transferência, foi realizada uma perícia psiquiátrica em Zeolla para saber se havia ondições dele ser transferido para a Gameleira. O laudo do perito foi positivo, dando aval ao encaminhamento.

A defesa, então, recorreu ao Tribunal de Justiça, que, em liminar do desembargador Rui Celso Florense, determinou que, enquanto avalia um pedido de progressão de regime de Zeolla para o regime aberto, providencie o retorno dele à Clínica.

De acordo com o advogado José Belga Trad, desde setembro de 2010 o procurador já tem o direito de ir para o regime aberto, e desde o fim do ano passado está sendo feito o pedido para o juiz de progressão de regime.



É por isso que todos bandidos nao temem a prisao, tem todo conforto, se esse cara não tem condições para sair da clinica, porque estão preocupados com o regime aberto para ele, se ele tem problema tem que continuar na clinica e se tratar para não sair tirando a vida dos outros na rua ou nas casas, que as autoridades de nossa cidade faça justiça para que seja exemplo para os outros estados do Bras
 
selma santos em 29/06/2012 10:57:13
...é os privilegios do "Dinheiro"...
 
Ester Menacho em 29/06/2012 10:00:39
Isto realmente é uma vergonha. A justiça tem que ser mais coerente nas suas decisões.
Nós não merecemos isso, ele tinha que cumprir sua pena igual aos demais.
 
VALDIR VILLA NOVA em 29/06/2012 03:28:00
De volta ao hotel, quer dizer clínica psiquiátrica.Inclusive sem escolta.O mais grave é que o tempo que este senhor permanece na clínica conta como pena cumprida, como se estivesse atrás das grades, é mole? O pior é que o mesmo recebe ainda R$ 24 mil reais a título de aposentadoria concedida pelos seus pares, tudo pago pelo poder público, ou seja, às custas do povo. VIDA BOA, ISSO É UMA VERGONHA!
 
Edgar Calixto Paz em 28/06/2012 07:16:51
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions