ACOMPANHE-NOS    
DEZEMBRO, TERÇA  07    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Preso suspeito de tentar vender por R$ 150 guitarra levada de catedral

Homem tinha contra ele mandado de prisão, que foi cumprido por policiais do 1º Batalhão da PM

Por Danielle Valentim e Bruna Kaspary | 25/07/2018 07:06
Dono de bar e comprador de instrumento reconheceram Carlos.(Foto: Divulgação/PM)
Dono de bar e comprador de instrumento reconheceram Carlos.(Foto: Divulgação/PM)

Equipe do 1º Batalhão da Polícia Militar de Campo Grande prendeu Carlos de Jesus Escobar, 34 anos, nesta terça-feira (24). Ele tinhha mandado de prisão em aberto e é suspeito de negociar em um bar, por R$ 150,00, a guitarra furtada da catedral de Nossa Senhora da Abadia e Santo Antônio, na rua 15 de Novembro, no último dia 17 de julho, quando a paróquia foi invadida.

A prisão, segundo as informações do batalhão, ocorreu quando os policiais faziam rondas na região e abordaram Carlos. Durante a checagem, os PMs constataram um mandado de prisão em aberto, pelo crime de extorsão.

O dono do bar, onde a negociação do instrumento teria sido feita, e o músico comprador da guitarra, que suspeitou do crime e procurou a polícia, reconheceram Carlos.

Crime - No dia do crime, os invasores destruíram o local onde se guarda o Santíssimo Sacramento. A ação ocorreu durante a madrugada, do dia 17 de julho, no templo localizado na esquina da avenida Calógeras com a 15 de Novembro.

O pároco da comunidade católica, padre Odair Costa, acredita que os bandidos estavam em busca de objetos de valor e confundiram o sacrário com um cofre.

Um dia depois, uma guitarra levada do local foi oferecida para o músico Samuka Benites, que imediatamente procurou a Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). O músico contou ao delegado Reginaldo Salomão que foi abordado por uma pessoa que aparentava ser usuária de drogas.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário