ACOMPANHE-NOS     Campo Grande News no Facebook Campo Grande News no Twitter Campo Grande News no Instagram
JULHO, DOMINGO  14    CAMPO GRANDE 19º

Capital

Procura por vacina contra gripe cresce neste feriado em Campo Grande

Apesar do aumento, postos de saúde estão sem filas para quem deseja receber o imunizante

Natália Olliver e Bruna Marques | 21/04/2023 10:49
UBSs e USFs estão sem filas para quem deseja recever o imunizante (Foto:Marcos Maluf)
UBSs e USFs estão sem filas para quem deseja recever o imunizante (Foto:Marcos Maluf)

A procura pela vacina contra a influenza (gripe) cresceu na Capital nesta sexta-feira, feriado de Tiradentes (21). Apesar do aumento, nos postos de saúde de Campo Grande o movimento foi tranquilo pela manhã. Na UBS 26 De Agosto e USF Moreninhas, 30 pessoas foram imunizadas contra a gripe.

Entre os motivos pela procura está o aumento de casos gripais na cidade e a chegada do frio. De acordo com funcionários, as pessoas têm preferido chegar mais cedo nas unidades. Como o atendimento é rápido, não há filas para receber o imunizante. O movimento deve voltar a aumentar entre o 12h e 13h.

Na Capital, cinco unidades de saúde (UBSs e USFs), além da ação itinerante no shopping Norte Sul Plaza, estarão com vacinação contra a gripe e covid-19. O mesmo vale para o fim de semana. Estão abertas as unidades: UBS 26 de Agosto, USF Jardim Noroeste, USF Moreninhas, USF Silva Regina e UBS Dona Neta. O atendimento será somente sexta e sábado (22), das 7h às 17h.

Já no shopping Norte Sul Plaza, o atendimento será na sexta e sábado, das 10h às 18h, e no domingo (23), de 11h às 19h. O ponto de vacinação estará instalado ao lado da loja Cravo e Canela.

Gripe - A vacinação contra a gripe está disponível para todos os públicos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Devem se vacinar os idosos com 60 anos ou mais; trabalhadores da saúde; crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes em qualquer idade gestacional, puérperas até 45 dias pós-parto; caminhoneiros; população indígena.

Também entram para a lista profissionais das forças armadas; profissionais das forças de segurança e de salvamento; trabalhadores da educação; trabalhadores do serviço rodoviário de transporte de passageiros, população com deficiências permanentes, população com comorbidades; profissionais do sistema penitenciário; profissionais portuários; população privada de liberdade e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas.

Segundo dados da primeira parcial da campanha, divulgada na última sexta-feira (14), aproximadamente, 25,8 mil pessoas foram imunizadas em Campo Grande. O número representa menos de 8% de cobertura. A meta é vacinar 90% dos públicos estabelecidos como prioritários, o que equivale a 300 mil pessoas.

Nos siga no Google Notícias