A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

30/03/2012 19:10

Professores aceitam reajuste salarial de 22% pago em três parcelas

Viviane Oliveira
A sede da ACP ficou lotada em assembleia na tarde de hoje. (Foto: Marlon Ganassin)A sede da ACP ficou lotada em assembleia na tarde de hoje. (Foto: Marlon Ganassin)

Os professores da Reme (Rede Municipal de Ensino) aceitaram a contraproposta do prefeito Nelson Trad Filho (PMDB) de pagar o reajuste de 22,22% em três vezes, nos meses de maio, outubro e dezembro.

A proposta foi analisada em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira (30), na ACP (Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública). O prefeito manteve os 48,87%, mas 22,22% parcelado em três vezes para pagamento este ano e o restante de 26,65% para o ano que vem.

O secretário de esporte e lazer da ACP Eder Ângelo Fagundes explica que este ano a categoria irá receber 7% em maio, 7% em outubro e 8,22% em dezembro. Segundo o professor, também ficou acertado 1/3 de hora atividade a partir de fevereiro do ano que vem e o restante de 26,65% vai ficar para 2012, no mandato do próximo prefeito, no próximo reajuste nacional.

As professoras de series iniciais, Luciana Lopes e Mirian Carneiro afirmam que só aceitaram a contraproposta para não ter perda salarial. “Se a gente rejeita, ele [prefeito] entra com uma nova proposta talvez menor ainda”.

Para elas, episódios como este só servem para enfraquecer a luta dos professores. “Se a categoria fosse unida poderíamos lutar pelos nossos direitos. Nós estamos aqui porque acreditamos que só a educação pode fazer um futuro melhor”, finaliza as professoras.

Luta - Em assembleia na tarde de ontem o prefeito havia oferecido o piso por 20h/aula e aplicação de 1/3 para planejamento e o reajuste de 48,87%, mas segundo os professores, com mudanças no parcelamento.

A prefeitura propôs pagar 6% em maio e 16,2% em dezembro, deixando um restante de 26% para 2013. Após a reunião no gabinete, os representantes da ACP votaram a proposta na sede do sindicato, juntamente com a categoria.



Parabéns à classe! Conseguiram com sucesso alcançar o razoável. Que todos votem bem na próxima eleição e façam, como sempre fizeram, aquela campanha discreta no meio estudantil. Quem sabe o ano que vem e outros vindouros não haja necessidade de outras greves.
 
Ezio José em 30/03/2012 10:47:37
Seria interessante se estes números, que são relativos, fossem transformado em absolutos, para termos parâmetros e compararmos com outros municípios e estados. Ou seja, 7%, 8,22%, ... sobre quais valores. Por exemplo, qual é o salário de um professor da Rede Municipal de Campo Grande, com graduação e uma jornada de 20 horas?
 
Valdemir Contiero em 30/03/2012 10:43:22
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions