A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 23 de Outubro de 2019

31/07/2019 12:13

Quadrilha que sequestrou advogada também agiu em outros dois roubos

Titular da Defurv diz que adiantou prisões de investigados após sequestro de advogada na Capital

Ronie Cruz
Fábio Alves de Lima, o “Neguinho Baiano”, com escopeta ao lado de S10 usada em assalto que teve a participação de comparsa morto em sequestro de advogada, segundo Choque (Foto: Direto das Ruas)Fábio Alves de Lima, o “Neguinho Baiano”, com escopeta ao lado de S10 usada em assalto que teve a participação de comparsa morto em sequestro de advogada, segundo Choque (Foto: Direto das Ruas)

O grupo criminoso envolvido no sequestro da advogada na noite de terça-feira (30) no Centro de Campo Grande teria participação em outros dois casos de sequestros relâmpagos. Os criminosos são investigados em uma apuração complexa da Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) que ocorre há mais de um mês.

Ao Campo Grande News, a titular da delegacia Aline Sinotti disse que as investigações de membros do grupo criminoso começaram em junho e estava sob sigilo. Desde então, os suspeitos passaram a ser monitorados, mas o sequestro da advogada que terminou em prisões fez a Defurv adiantar prisões de suspeitos.

Segundo a delegada, a investigação de vários sequestros relâmpagos já ocorre há mais de trinta dias. No caso do comerciante de 54 anos sequestrado em uma Hilux no dia 25 de junho, a polícia prendeu dois envolvidos e outros cinco foram identificados. O cativeiro era comandado por uma mulher que foi presa em flagrante faz duas semanas.

Ainda conforme a titular da Defurv, em outro caso de sequestro, no qual uma mulher de 31 anos foi vítima em um Ford Fiesta em 16 de julho, quatro suspeitos foram identificados. A ação criminosa era coordenada por uma mulher.

Michael tem passagem por roubo, furto e posse de arma (Foto/Divulgação)Michael tem passagem por roubo, furto e posse de arma (Foto/Divulgação)
Ronaldo tem passagem em passagem por homicídio e porte ilegal de arma (Foto/Divulgação: Choque)Ronaldo tem passagem em passagem por homicídio e porte ilegal de arma (Foto/Divulgação: Choque)

Crime - A advogada, de 30 anos, foi sequestrada na Rua Euclides da Cunha, quando esperava o marido sair de confraternização, por volta das 22h, ontem à noite. Ela foi rendida por Michael Vera Cruz de Assis, 30 anos, e Ronaldo Andrade Costa, 23 anos.

Segundo o comandante do Batalhão de Choque, tenente-coronel Marcus Vinícius Pollet, Michael tem passagem por roubo, furto e posse de armas e, Ronaldo, homicídio e porte ilegal de armas.

A polícia foi avisada do sequestro pelo marido da advogada, que saiu do restaurante e não a encontrou esperando, como ela havia acabado de avisar, por celular.

Com identificação do veículo – SUV Toyota RAV4 – os policiais começaram a fazer ronda pela cidade e encontraram o carro com as características em posto de combustíveis na Avenida Duque de Caxias.

Na abordagem, foram encontrados Michael e Ronaldo, que já havia levado a advogada para o cárcere, na região do Indubrasil. Os bandidos disseram que ela seria mantida presa até que o veículo fosse levado até Corumbá. Eles receberiam R$ 3 mil pelo serviço.

imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions