ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, QUARTA  22    CAMPO GRANDE 34º

Capital

Rapaz confessa ter matado jovem e ferido outro em frente a boate

Crime ocorreu no dia 16 deste mês, na Vila Nhanhá

Por Luana Rodrigues e Adriano Fernandes | 21/12/2016 17:09
Thiesero Luan Quevedo dos Santos, 23 anos, se apresentou à polícia na tarde desta quarta-feira (21). (Foto: Adriano Fernandes)
Thiesero Luan Quevedo dos Santos, 23 anos, se apresentou à polícia na tarde desta quarta-feira (21). (Foto: Adriano Fernandes)

Thiesero Luan Quevedo dos Santos, 23 anos, confessou à polícia na tarde desta quarta-feira (21), que atirou e matou Victor Hugo Gomes Fernandes, 20 anos, em frente uma boate, na Vila Nhanhá, em Campo Grande. No tiroteio, que ocorreu no dia 16 deste mês, Gabriel Mendes Santos, 21 anos, também ficou ferido.

Conforme informações do delegado responsável pelo caso, João Reis Belo, Thiesero se apresentou acompanhado de um advogado, e disse que tudo aconteceu depois de um desentendimento dele com a vítima, por conta de uma garota.

“Ele contou que ficou com uma moça chamada Gabi, que era ex do Victor Hugo, e depois disso a vítima passou a ameaçá-lo”, explica o delegado.

Em depoimento, Thiesero disse que se sentiu em risco, já que Victor havia passado por ele e feito sinais com as mãos de que iria matá-lo, então, comprou uma arma, no valor de R$ 1,5.

No dia 16, os rivais teriam se encontrado em frente a boate, e segundo o autor, Victor e Gabriel fizeram sinais de gatilho com as mãos novamente, momento em que ele sacou a arma e atirou.

Victor foi atingido no tórax e Gabriel levou um tiro na virilha. Os dois foram socorridos testemunhas, no entanto, o carro em que eles estavam se envolveu em acidente de trânsito, no cruzamento das ruas Quatorze de Julho com a Marechal Rondon.

Os dois, então, tiveram que ser levados por uma testemunha que conduzia um veículo Peugot 307 preto. Victor não resistiu aos ferimentos e morreu assim que chegou na Santa Casa. Já Gabriel recebeu atendimento e recebeu alta no mesmo dia. 

Thiesero prestou depoimento à polícia e foi liberado.

Ficha longa - Vitor Hugo tinha extensa ficha criminal e dois mandados de prisão preventiva decretados pela justiça, segundo a polícia.

Desde 2013, o rapaz acumulava um total de 12 boletins de ocorrência por crimes como porte ilegal de armas, tráfico de drogas e roubo. Em junho deste ano, Vitor teve dois mandados de prisão preventiva decretados, por uso irregular de armas de fogo e o outro por furto qualificado.

Em maio do ano passado Thiesero conduzia um veículo Celta que, segundo a polícia, furou o sinal vermelho no cruzamento das avenidas Ernesto Geisel e Afonso Pena e bateu contra uma camionete Hilux e um poste. 

Rodrigo Leite Benites Duque, de 13 anos, e José Felipe dos Santos Fernandes, de 21, morreram na hora. Thiesero e um quarto ocupante, de 16 anos, tiveram ferimentos e foram encaminhados para a Santa Casa. O grupo voltava de um baile funk na casa noturna Empório Santo Antônio. 

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário