A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

20/02/2015 11:25

Rapaz é preso ao confundir policiais com cliente e oferecer pasta base

Ricardo Campos Jr.
Wender ao ser apresentado à imprensa nesta sexta (Foto: Pedro Peralta)Wender ao ser apresentado à imprensa nesta sexta (Foto: Pedro Peralta)

Wender de Almeida Torres, 18 anos, foi preso em flagrante por tráfico de drogas ao se confundir e “oferecer” drogas a policiais da Denar (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), nesta quinta-feira (19), no Jardim Aero Rancho. O caso ocorreu quando investigadores foram até uma casa entregar uma intimação. A equipe bateu na porta, o suspeito achou que era algum cliente e atendeu com papelotes nas mãos.

O rapaz foi preso e o imóvel foi revistado. Materiais encontrados no quarto dele indicaram que ele estava embrulhando pasta-base para venda. Foram apreendidos pedaços de sacolas plásticas, colher e peneira, além do próprio entorpecente. Levado à unidade, ele disse, em depoimento, que havia comprado uma porção de pasta-base in natura e estava separando em quantidades menores. Parte ele usava e o restante, vendida para obter mais dinheiro no intuito de manter o vício.

Segundo o titular da Denar, Rodrigo Yassaka, “o imóvel está sendo usado como ponto de consumo e venda de drogas. A rotatividade de gente é grande. O pessoal vai lá, fica um tempo, vai embora. Aí chega outro”, explica. “Não vou falar sobre o que é porque a investigação está em trâmite ainda. Foram lá [na casa] para entregar intimação para uma pessoa que está sendo investigada e trombaram com ele”.

Ao Campo Grande News, Wender disse que começou a usar drogas aos 15 anos. “Comecei a usar no embalo, meio bêbado, um cara me ofereceu e eu fumei”, diz. Quando adolescente, ele teve passagem por ato infracional análogo a roubo, cometido, conforme o rapaz, para comprar entorpecentes.

O esquema de tráfico de consumo, conforme denominou Yassaka, foi a alternativa encontrada para, segundo o preso, não precisar cometer outros crimes. “Eu consumo e tiro dinheiro para comprar mais para não roubar os outros”, diz. “Eu vendo para fumar. Sou crônico na droga, não vivo sem ela”.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions