ACOMPANHE-NOS    
JULHO, SEXTA  23    CAMPO GRANDE 31º

Capital

Rede pública deve ter acréscimo de dez UTI covid e 44 leitos clínicos

Prefeitura de Campo Grande deve abrir mais vagas até dia 5 de abril

Por Aline dos Santos | 26/03/2021 07:31
Ministério Público move ação para a ampliação de leitos de UTI. (Foto: Arquivo)
Ministério Público move ação para a ampliação de leitos de UTI. (Foto: Arquivo)

A rede pública de saúde de Campo Grande deve ter acréscimo de 10 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 44 leitos clínicos até dia 5 de abril. O compromisso foi assumido na tarde de ontem (dia 25) pela prefeitura durante audiência de conciliação da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos.

Uma nova videoconferência sobre a ação do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) para ampliação de leitos foi marcada para 5 de abril. O processo da promotoria é contra a prefeitura e o governo do Estado.

De acordo com o TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), outras duas conciliações já foram conduzidas neste mês pelo juiz titular da 1ª Vara de Difusos, Ariovaldo Nantes Corrêa.

Ontem, Campo Grande bateu um novo recorde no número de óbitos por covid-19. Em 24h, foram registradas 25 mortes, maior número desde o início da pandemia há um ano. Conforme o boletim da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), 307 pacientes ocupam leitos clínicos e outros 263 estão internados em leitos de UTI.

Cinco pacientes morreram com sintomas de covid em postos de saúde da Capital ontem. Duas vítimas já haviam sido diagnosticadas com a doença, enquanto os resultados dos testes dos outros três pacientes sairão nos próximos dias.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário