A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

15/09/2016 10:26

Reinaldo diz que problema no Sigo é "herança" e não vai ceder a pressões

Luana Rodrigues e Leonardo Rocha
Conforme Reinaldo, o Estado só vai renovar o contrato quando entender que está plenamente dentro da lei. (Foto: Fernando Antunes)Conforme Reinaldo, o Estado só vai renovar o contrato quando entender que está plenamente dentro da lei. (Foto: Fernando Antunes)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja(PSDB), disse na manhã desta quinta-feira (15) que não vai ceder às pressões para restabelecer o contrato com a empresa Compnet, responsável pelo Sigo (Sistema Integrado de Gestão Operacional). O anúncio foi feito durante o lançamento do o programa “Mãos que constroem”, que prevê a reforma de delegacias com mão de obras de detentos do sistema penitenciário, na Governadoria.

O sistema, onde são feitos todos os trâmites relacionados a segurança pública do Estado, já está com falhas há dois meses. De quatro dias para cá, não opera de jeito nenhum, e não há prazo para que volte a funcionar.

De acordo com o governador, “o contrato é uma herança da gestão anterior, nós só iremos renovar com o da segurança jurídica ao Estado. Temos um parecer da PGE (Procuradoria Geral do Estado), favorável a renovação, mas dentro dos parâmetros legais que o Estado entende e que nos dá segurança jurídica. Existe uma pressão da empresa, mas nós não vamos ceder”, explicou.

Ainda conforme Reinaldo, o Estado só vai renovar o contrato quando entender que está plenamente dentro da lei. “Não tiro a liberdade da empresa de cobrar o que é direito, mas a renovação só vai ocorrer dentro do que entendemos que é legal”, disse.

Corpo da segurança - Elaborado há 19 anos em Mato Grosso do Sul, o SIGO funciona como um "corpo". O programa reúne todos os órgãos de segurança pública, desde a Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento de Trânsito até Agência Penitenciária, Defesa Civil, Guarda Municipal e Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Com a plataforma é possível acompanhar as áreas da cidade onde estão sendo registrados os maiores números de ocorrência, ver o tempo médio de atendimento nas delegacias e acompanhar quais são os tipos de casos que estão em andamento.

Sem o sistema funcionar, a principal prejudicada é a população, que leva de duas a quatro horas para registrar boletim de ocorrência nas delegacias. Já situações como extravios e furtos simples, que antes podiam ser registradas por meio da Delegacia Virtual, agora não podem mais.

É em programas de texto do computador, que os policiais registram as ocorrências e arquivam em pastas. Enquanto isso, as investigações de crimes praticamente param.

Sistema penitenciário será debatido em evento nesta quarta-feira
Membros do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT) e agentes penitenciários de Mato Grosso do Sul participam nesta quarta-feira (...
Sesau e SES recolhem quase 10 toneladas de lixo no Jardim Noroeste
A ação de recolhimento de lixo realizada em casas e terrenos baldios no Jardim Noroeste - bairro localizado na regiões leste de Campo Grande - somou ...


Claro que irão usar mão de obra de detentos, pois estamos em crise e não temos dinheiro. Aliás, o pouco que temos, algo perto de meio bilhão de reais, está sendo utilizado em propaganda.
http://www.dantefilho.com.br/2016/09/governo-azambuja-turbina-publicidade.html
 
TOYOSHI SATO em 15/09/2016 17:03:47
É Governador, parece que no seu Governo nada funciona direito. O Sigo existe cerca de 19 anos e nunca deu problema. O Senhor José Carlos Barbosa, o Barbosinha, Secretário de Segurança Pública do Estado, implorava pedindo voto para se eleger Deputado, depois de eleito abandonou seus eleitores para assumir a pasta da Segurança Pública. Agora não da conta de manter um programa tão importante como o "SIGO".
 
Verissimo em 15/09/2016 14:47:22
Olha só o comentário do pecuarista, "Não vou resistir a pressão da empresa", que papo furado é esse....quem está prejudicado é a sociedade EXCELENTÍSSIMO GOVERNADOR o senhor está aí por causa do voto do povo e é apenas uma administrador do estado não é o dono da verdade. Está inserindo o PGE na jogada porque está sendo pressionado pelo poder judiciário que utiliza o sistema, mas é as forças que alimentam o sistema e estes mesmos policiais é que utilizam o sistema não a empresa. O senhor está demonstrando que realmente seu descaso é de cunho pessoal, se não há mais algo em volta de tdo isso. PARABÉNS PELA NOSSA INSEGURANÇA SENHOR GOVERNADOR, PELO DESCASO.
 
MarcosRegis em 15/09/2016 14:41:35
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions