A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

29/04/2018 17:09

Responsável por clínica diz que mecânico morreu afogado em lago

Aparentemente a vítima não apresentava sinais de afogamento, o que levantou a suspeita de assassinato

Viviane Oliveira

“Foi uma fatalidade”, disse Cristiano Brito, um dos responsáveis pelo setor administrativo da clínica de reabilitação, onde o mecânico Wagner André Riquelme Ribeiro, 46 anos, foi encontrado morto, na noite de ontem (28), no Km 457 da BR-163, próximo de um clube da região, em Campo Grande. Aparentemente a vítima não apresentava sinais de afogamento, o que levantou a suspeita de assassinato.

Porém, Cristiano garante que na manhã deste domingo foi informado pelo Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) que a causa da morte foi atestada por afogamento. No entanto, o laudo preenchido pelo médico legista, após o término da necropsia, deve ficar pronto em 30 dias. “Ninguém sabe o que ele foi fazer no lago. Lá, não é apropriado para banho”, lamenta Cristiano.

Conforme boletim de ocorrência, uma testemunha de 29 anos contou que após sair do banho sentiu falta da vítima e passou a procurá-la junto com outras pessoas. Após várias buscas, Wagner foi encontrado boiando no lago com as costas para cima.

As testemunhas, então, tiraram a vítima da água, acionaram o Corpo de Bombeiros e tentaram fazer manobras de reanimação, mas sem sucesso. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions