A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

27/07/2018 11:00

Réu por apropriação de fianças, policial civil é afastado pela 3ª vez

A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial do Estado, pelo prazo em que durar a medida imposta pela Justiça

Viviane Oliveira
Os casos aconteceram durante expediente do policial na Depac Piratininga (Foto: arquivo/Campo Grande News) Os casos aconteceram durante expediente do policial na Depac Piratininga (Foto: arquivo/Campo Grande News)

Pela terceira vez, o escrivão de Polícia Civil Wellington Aparecido Franco Barbosa foi afastado compulsoriamente do cargo. O policial é réu em três denúncias por apropriação de R$ 8,5 mil em valores de fianças e alvo de apuração do MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) por improbidade administrativa.

A decisão foi divulgada nesta sexta-feira (27), no Diário Oficial do Estado, pelo prazo em que durar a medida imposta pela Justiça, devendo ser recolhida a sua arma, carteira funcional objetos que pertence ao patrimônio público. Também serão suspensas senhas e login de acesso aos bancos de dados da instituição policial. Wellington estava lotado na 6ª Delegacia de Polícia Civil. 

Conforme o Ministério Público, os casos aconteceram entre janeiro e agosto de 2016, com apropriação de, respectivamente R$ 880, R$ 2.640 e R$ 5.041, durante expediente do policial, plantonista na Depac Piratininga (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande. As fianças eram de flagrante de dirigir embriagado, receptação e tráfico de drogas.

As denúncias apontam simulação de depósito do dinheiro em conta única do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) e simulação de chancelas eletrônicas de liquidação e pagamento. O Campo Grande News tentou falar com o policial, mas as ligações não foram atendidas. Nas denúncias, ele nega a autoria. No site do Tribunal de Justiça consta que Wellington responde a seis processos por peculato. 



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions