A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

11/08/2017 14:16

Réu que tentou matar mulher em meio a briga por uso de Whatsapp pega 19 anos

Luana Rodrigues

Homem que tentou matar a esposa a facadas por causa do uso do aplicativo Whatsapp foi condenado a 19 anos e quatro meses de prisão, pelo Tribunal do Júri da Comarca de Três Lagoas – município distante cerca de 338 quilômetros de Campo Grande.

Paulo Sérgio da Silva Morales respondia por tentativa de feminicídio, duplamente qualificado contra sua companheira. De acordo com a denúncia, no dia 14 de maio de 2015, ele esfaqueou a vítima, depois que os dois tiveram uma discussão por causa da utilização do aplicativo Whatsapp.

O marido não estava satisfeito com o fato da esposa e filhos usarem o aplicativo. Embriagado, ele teria atacado a vítima pelas costas e, quando ela se virou, levou golpes no peito e braço.

A mulher foi socorrida pelo filho de 11 anos, que tentou agarrar a faca do agressor, seu padrasto. A vítima conseguiu fugir e foi socorrida por vizinhos que jogavam futebol em frente à residência. O homem foi contido e linchado até a chegada da polícia.

Machismo – No processo, o promotor de justiça Luciano Anechini Lara Leite, da 8ª Promotoria de Justiça de Três Lagoas, sustentou a acusação de homicídio triplamente qualificado tentado, destacando que, na semana de comemoração de 10 anos da Lei Maria da Penha, o processo trazia em destaque a triste realidade da sociedade machista e preconceituosa.

O promotor questionou, inclusive, o porque da vítima, mesmo tendo lavrado oito boletins de ocorrência contra o agressor, ainda continuar a conviver com ele.

O Conselho de Sentença, por maioria de votos declarados, reconheceu a materialidade, a letalidade e autoria, e condenou o réu, mantendo as qualificadoras.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions