ACOMPANHE-NOS    
AGOSTO, DOMINGO  07    CAMPO GRANDE 28º

Capital

Reunião entre prefeito e produtores de evento garante shows na Expogrande

Por Fabiano Arruda | 01/03/2011 09:15

Trad e produtores discutiram o assunto em encontro realizado ontem

Prefeito admite reunião com produtores de evento. (Foto: João Garrigó)
Prefeito admite reunião com produtores de evento. (Foto: João Garrigó)

“A Expogrande vai ter shows”, disse otimista, nesta manhã, o empresário Pedro Paulo, da JPL3 Produções, empresa que organiza a grade de shows da Expogrande 2011.

A afirmação é feita após reunião da classe de produtores de evento com o prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho (PMDB), realizada ontem na Capital.

Segundo Pedro Paulo, o encontro serviu para ajustar detalhes a cerca da realização dos shows, como horários. Uma das alternativas já discutidas pela classe era iniciar e terminar mais cedo as atrações musicais no Parque de Exposições Laucídio Coelho.

Questionado sobre a posição do chefe do executivo municipal em viabilizar as licenças ambientais para a realização de shows, o empresário garantiu: “o prefeito está conosco. Ele vai nos ajudar”, comentou.

Nesta manhã, enquanto comparecia ao velório da ex-deputada estadual Celina Jallad, no saguão da Assembleia Legislativa, o prefeito de Campo Grande confirmou que houve a reunião ontem, porém, não quis dar mais detalhes.

Entenda – Decisão do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), publicada no fim de janeiro, proibiu a realização de shows no Parque de Exposições Laucídio Coelho e comprometeu a grade de atrações musicais já definidas na Expogrande 2011.

A programação cultural prevê início dos shows em 14 de abril. Entre as atrações, nomes como Luan Santana, Michel Teló, João Bosco e Vinícius, Bruno e Marrone, Restart, entre outros artistas.

A Acrissul (Associação dos Criadores de Mato Grosso do Sul), que realiza a feira, disse que o investimento para os shows seria de R$ 2 milhões.

De lá para cá, produtores de evento, políticos e empresários aderiram à discussão. E uma das alternativas discutidas seria a construção de uma arena de shows multiuso, ainda sem local definido em Campo Grande.

O prefeito disse que o edital para alterar a lei de concessões municipais já foi publicado. Ele prevê que no próximo mês seja aberta a licitação para que as empresas apresentem projetos de construção do espaço.

O secretário de Governo, Rodrigo Aquino, explica que o processo licitatório deverá definir como será feita a obra, se o dinheiro será investido pela prefeitura, ou se haverá concessão por tempo determinado ou ainda parceria público-privada.

A utilização do estádio Morenão também entrou em debate.

Nos siga no Google Notícias