ACOMPANHE-NOS    
SETEMBRO, SÁBADO  25    CAMPO GRANDE 27º

Capital

“Revolta”, resume filha depois de encontrar juizado fechado em dia de perícia

Justiça Federal segue bandeira cinza e suspendeu atendimento presencial na Capital

Por Aline dos Santos | 15/06/2021 12:36



“Descaso e revolta pela minha mãe”. O relato é de Tatiane Manzolli, 35 anos, que foi hoje ao Juizado Especial Federal de Campo Grande, localizado na Rua 14 de Julho, e deu com a cara na porta.

“Hoje estava agendada a perícia da minha mãe que tem Alzheimer tudo confirmado pelo INSS chegamos lá tudo fechado”, diz.  O vídeo mostra claramente a dificuldade de locomoção de Maria Margareth Manzolli, 55 anos, mãe de Tatiane.

“Estou revoltada pela situação da minha mãe e tantos outros que vieram de fora para perícia. Quem arca com os gastos, deslocamento e sofrimento de quem está a mercê do INSS. Minha mãe mal anda, fala e teve que ir mesmo assim a uma perícia e ver portões fechados. Não sou de expor minha mãe, mas nessa situação não posso me calar”, postou a Tatiane no Facebook.

 Ao Campo Grande News, Tatiane conta que a perícia estava agendada e o advogado confirmou sexta e ontem que a perícia médica seria realizada.

“Mas chegamos lá e demos de cara com o portão fechado. Eu, minha mãe e mais um monte de gente, até pessoas do interior. Ela está com processo federal para aposentar e ia fazer perícia médica.  Infelizmente, deu de cara com o portão fechado, sem nenhum aviso na porta”.

A Justiça Federal informa que suspendeu atendimento presencial desde ontem (dia 14) porque Campo Grande foi classificada como bandeira cinza no Prosseguir (Programa de Segurança e Saúde da Economia). Ainda segundo o Poder Judiciário, a decisão foi publicada e aqueles que não têm advogado foram intimados por meio de WhatsApp ou correspondência AR (Aviso de Recebimento) pelos Correios.

A suspensão das atividades presenciais é válida para Campo Grande, Três Lagoas, Corumbá, Dourados, Naviraí e Ponta Porã, todos na bandeira cinza, além de Coxim (que, embora na fase vermelha se insere em macrorregião que regrediu para a fase cinza).

Ontem, a prefeitura de Campo Grande reclassificou a Capital para bandeira vermelha. Mas a Justiça Federal vai seguir a recomendação estadual (bandeira cinza) nesta semana, sem atividade presencial.

Nos siga no Google Notícias
Regras de comentário