A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

27/07/2015 08:52

Santa Casa diz que busca negociação e oferece reajuste de 6% a servidores

Luana Rodrigues
Enfermagem reduziu atendimento hoje na Santa Casa. (Foto: Marcos Ermínio)Enfermagem reduziu atendimento hoje na Santa Casa. (Foto: Marcos Ermínio)

A Santa Casa informou por meio de nota à imprensa, que está em negociação com representantes sindicais do setor de enfermagem, que iniciaram na manhã de hoje(27) a "operação tartaruga" . Os profissionais, cuja data-base é maio, querem reajuste de 12.64% e ameaçam convocar greve, caso não entrem em acordo até quarta-feira. A instituição afirma que oferece 6% de reajuste a categoria, porque ainda não renovou contrato com a Prefeitura.

Conforme a assessoria de imprensa do hospital, uma reunião com a categoria será agendada para que o reajuste seja discutido. Será realizada assembleia com a categoria nos três turnos de serviço: matutino, vespertino e noturno, e 30% dos colaboradores de cada setor do hospital estariam paralisados durante três horas das suas funções.

Já de acordo com o Siems(Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem de Mato Grosso do Sul), na operação tartaruga, a sala de emergência do Pronto-Socorro tem 100% da equipe, as áreas de urgência e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) têm 50% dos profissionais e na enfermaria e centro cirúrgico, 30%.

A enfermagem tem 1.200 profissionais na Santa Casa, entre técnicos e enfermeiros. Além do reajuste, a categoria quer adicional de exclusividade de 20% sobre o salário base dos profissionais; abono assiduidade de R$ 184,73; e salário de R$ 1.778,86 para os técnicos em enfermagem nível 2 que tenham a graduação em enfermagem.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions