A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

06/02/2015 22:51

Secretário defende Guarda e atribui multas ao abandono das ruas pela PM

Daniel Machado
Para o secretário de Segurança Pública, Valério Azambuja,, a surpresa generalizada pelo aumento do número de multas deve-se ao abandono da fiscalização por parte da Polícia Militar. (Foto: Divulgação)Para o secretário de Segurança Pública, Valério Azambuja,, a surpresa generalizada pelo aumento do número de multas deve-se ao abandono da fiscalização por parte da Polícia Militar. (Foto: Divulgação)

Após alguns vereadores, como Chiquinho Telles (PSD) e Ayrton Araújo (PT), utilizarem a tribuna da Câmara dos Vereadores de Campo Grande na quinta-feira (5) para questionar o critério utilizado pelos guardas municipais ao aplicar as multas de trânsito e até cogitarem a possibilidade de convocar o líder da recém-criada pasta de Segurança Pública, Valério Azambuja, para dar mais explicações em uma audiência na Câmara Municipal, o secretário resolveu se defender de forma veemente e partir para o ataque por meio de um comunicado, afirmando que a surpresa generalizada pelo aumento da quantidade de multas deve ser creditada ao abandono da fiscalização por parte da Polícia Militar.

Outra questão colocada em dúvida pelos vereadores e populares - e refutada no comunicado pelo secretário - é a capacitação dos guardas municipais para lavrar autos de infração contra os condutores, das normas de circulação, parada e estacionamento, bem como as infrações cometidas por excesso de peso, dimensão e lotação de veículos.

De acordo com Azambuja, 81 guardas civis municipais tiveram 150 horas de capacitação, teoria e prática aplicadas por técnicos do Detran/MS para atuar na fiscalização do trânsito na capital, sendo publicado no Diogrande nº 4.175, pág.17, de 22 de dezembro de 2014, o credenciamento dos referidos servidores junto à AGETRAN (Agência Municipal de Transito).

Sobre a legalidade da atuação dos guardas civis junto à fiscalização do trânsito, a Secretaria Municipal de Segurança Pública informou que houve a cedência dos 81 servidores capacitados para a AGETRAN, ou seja, apesar de continuarem sendo guardas municipais, estão lotados na agência de trânsito e exercendo as atividades de fiscalização de trânsito.

Ataque – Além de se defender, o secretário Azambuja também partiu para o ataque e alegou que a surpresa e o motivo de tamanha reclamação da parte de eventuais infratores, alarmados com tamanha quantidade de multas, “se deve ao quase completo abandono a que a fiscalização de trânsito foi submetida pelo órgão de policiamento militar (PM) no ano passado, a qual teve reduzido o seu efetivo e a impediu de realizar um trabalho mais eficaz em Campo Grande, resultando em 106 mortes no ano de 2013 e 98, no de 2014, sem contar as lesões corporais, com seqüelas permanentes ou não”.

Por esse motivo, informa o comunicado, até que houvesse o credenciamento dos guardas municipais, a fiscalização vinha sendo feita pela Agetran dentro de suas possibilidades e reduzido efetivo, “o que transmitiu à população uma sensação de falta de fiscalização”.

Sobre as denúncias de que o aumento do número de multas se tratava de uma estratégia para engordar os cofres do município, que vivem difícil situação financeira, Azambuja disse que “não há e nunca houve qualquer ordem no sentido de se multar indiscriminadamente para aumentar arrecadação, tanto da parte do Secretário quanto de qualquer outro agente político, sendo descabida - e até teratológica - qualquer afirmação neste sentido”.

População chia e vereadores querem rever Guarda no trânsito
O cara – O ex-coordenador do Fundo de Investimentos Culturais, Edilson Aspet Azambuja, tem grande habilidade para manter empregado no poder público. ...
Terminal rodoviário de Campo Grande oferece cartões de Natal gratuitos
A rodoviária de Campo Grande, mais um ano, oferece gratuitamente cartões de Natal gratuitamente para os passageiros que passarem pelo local até o pró...
Universidade do MS recebe certificação de excelência em gestão
Será recebida pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em solenidade que acontece na próxima segunda-feira (18) o certificado de excelência em ges...


Sr Ivo Lemes, não sou da guarda municipal e acho que eles não realizam um “trabalhinho sem validade” Chegue na rodoviária com uma pessoa idosa e algumas malas para embarcar, encontre um carro estacionado em uma vaga preferencial e depois descubra que aquele carro pertence a um plauboyzinho que ficou lá estacionado por duas horas esperando um amigo chegar de ônibus e talvez ai você entenda e tenha respondido a sua pergunta. Paz Irmão.
 
Alex André de Souza em 11/02/2015 16:46:37
Desde 2013 que tenho notado como sumiu os agentes de transito, desde que sejam feitas corretamente, sou a favor da fiscalização, pois o transito esta um caos, principalmente com a presença do veículos sobre 2 rodas.
Aos que desrespeitam o transito, podem chorar!!!
 
Roma em 07/02/2015 14:20:38
A Agetran já exite para isso, ou seja, fiscalizar o trânsito da capital e penso que seria muito melhor investir na própria Agetran, como mais veículos, mais equipamentos , novo concurso, para que um melhor serviço fosse prestado. A Guarda já esta prestando um bom serviço no combate à criminalidade em apoio e por isso acho que a fiscalização ficasse somente com a Agetran.
 
Renato em 07/02/2015 12:42:15
COM A PALAVRA, o comandante da PM sobre a PM ter abandonado a fiscalização.... ESTAMOS ESPERANDO... parabens a guarda municpal. Só lamento que todo final de tarde, TODO FINAL DE TARDE, sem exceção os frequentadores do clube de squash na rua marques de lavradio 675 LOTAM AS CALÇADAS, E PARAM DESCARADAMENTE EM FRENTE O PONTO DE ONIBUS com seus poderosos BMW e AUDI e nao tao nem ai com a multa. QUE TAL UMA REMOÇÃO? ATE PORQUE ESTA PREVISTO EM LEI ISSO.
Continuem fiscalizando, orientando nas porta de escolas em fila dupla (mas multem pq é a unica maneira do cidadão INFRATOR aprender).
 
LUCIANO MARQUES em 07/02/2015 11:42:23
Sr. Alex, voce deve ser um guarda prá estar defendendo esse trabalhinho sem validade. O CG News não pública meus comentários. Mais uma vez digo : prá que e a quem está servindo a guarda de trânsito lá dentro da rodoviária nova? fazendo multas e ameaçando cidadãos dignos?
 
Ivo Lemes em 07/02/2015 11:07:25
Apesar da alegada industria da multa o campo grandense ainda comete uma quantidade incrível de infrações na capital. Saiam algumas quadras do centro e reparem na baderna que o transito aqui. Sem contar o volta as aulas nas escolas particulares é quem esta agindo errado tem mais e que pagar por isso mesmo. Aumentem o numero de fiscais e de multas. Parabéns pelo serviço.
 
Alex André de Souza em 07/02/2015 05:22:39
imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions