A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/09/2015 18:18

Sem-terra causam congestionamento de 4km na volta do feriadão na BR-163

Flávio Paes e Naiane Mesquita
Manifestações vão seguir em marcha até a Capital (Foto: Gerson Walber)Manifestações vão seguir em marcha até a Capital (Foto: Gerson Walber)

Terminou agora há pouco a manifestação de um grupo de 300 sem-terra do Acampamento Estrela, em Nova Alvorada do Sul, que bloqueou por aproximadamente 30 minutos a BR-163 na altura do quilômetro 463 na saída para São Paulo. A caminho da Capital, o grupo causou congestionamento de quatro quilômetros e causou transtornos para quem voltava do feriado de 7 de Setembro.

Eles devem seguir às 5 horas da manhã desta terça-feira em marcha até Campo Grande, onde pretendem chegar às 8 horas da manhã. Aqui prometem fazer uma manifestação no centro da cidade. Vão à sede da superintendência regional do Incra para reivindicar investimento na reforma agrária. 

Sem-terra causam congestionamento de 4km na volta do feriadão na BR-163

Durante o tempo em que as pistas estiveram bloqueadas, se formou um congestionamento de aproximadamente quatro quilômetros nos dois sentidos da pista. Este foi o segundo bloqueio que o grupo promove na rodovia.

Ontem este mesmo grupo ocupou o posto de pedágio da concessionária que administra a rodovia e por 20 minutos o tráfego ficou interditado. O bloqueio da rodovia seria uma forma de chamar atenção da sociedade para a questão fundiária.

As famílias saíram de Nova Alvorado do Sul no sábado, muitas delas de carro. Em alguns trechos seguiam a pé, portando faixas e bandeiras dos movimentos. Eles pernoitaram no km 463, que fica a 3 quilômetros da última de acesso ao macroanel. De lá eles pretendem percorrer os 20 quilômetros até o centro da cidade, onde pretendem chegar às  8 horas. 

Sem-terra causam congestionamento de 4km na volta do feriadão na BR-163

Outro coordenador do movimento, Vanildo Elias de Oliveira, afirmou que amanhã estarão cerca de 2 mil pessoas na panfletagem no centro de Campo Grande. "Nós somos oito movimentos sociais organizados em uma coalizão, com a mesma pauta e a mesma luta. Amanhã, nós vamos ocupar a BR com 2 mil pessoas marchando para a Capital. Fizemos no feriado porque enquanto tem gente se divertindo, aproveitando, nós estamos lutando pelos direitos. É para lembrar da nossa situação", ressalta.

Integram a manifestação famílias vinculados a diferentes movimentos sociais, como o MAF (Movimento da Agricultura Familiar), MAC(Movimento da Agricultura Camponesa), MSTB(Movimento Sem Terra Brasileiro), FNL (Frente Nacional de Luta), MAR (Movimento Agrário Rural) e MLPT (Movimento de Luta pela Terra).



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions