A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

14/03/2016 11:51

Sem tratamento, homem que matou irmão agredia todos na família

Viviane Oliveira e Luana Rodrigues
Local onde o crime ocorreu. (Foto: Marcos Ermínio) Local onde o crime ocorreu. (Foto: Marcos Ermínio)

Sem tratamento adequado, Alberto Almeida Farias, 37 anos, que matou o irmão com golpe de espeto no pescoço, na noite de ontem (13), sofre de esquizofrenia e sempre agredia a família, segundo relatos dos vizinhos na manhã desta segunda-feira (14).

O crime aconteceu na Rua Clemencia de Tito, no Conjunto Residencial Estrela do Sul, em Campo Grande. Gilberto Almeida Faria, 35 anos, chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

A dona de casa de 63 anos, que pediu para não se identificada, contou que mora no bairro e conhece a família há mais de 30 anos. Segundo a mulher, o pai dos meninos morreu e a mãe ficou com os três filhos, Gilberto que morava com a esposa no local, Alberto e a irmã, que também tem problemas psicológicos.

Segundo a vizinha, a vítima brigava com o irmão para defender a mãe e a irmã, que eram agredidas por Alberto. “Eles não vão ao médico e tomam remédio por conta própria, mas as vezes ficam sem medicação”, diz a idosa. Ela acrescenta que Alberto já foi internado por problemas psicológicos e que a mãe teria o retirado da clinica.

Os moradores da região temem que o rapaz continuem sem tratamento e volte para o bairro. “Não dormi esta noite. Foi um susto muito grande”, lamenta uma senhora de 58 anos. A aposentada, que mora em frente a residência da família, estava em casa, quando ouviu gritos.

A vítima ainda caminhou até o portão da vizinha, onde pediu socorro. (Foto: Marcos Ermínio) A vítima ainda caminhou até o portão da vizinha, onde pediu socorro. (Foto: Marcos Ermínio)

E ao sair para ver o que acontecia se deparou com o rapaz no seu portão pedindo socorro. “Gilberto estava muito ferido e perdendo sangue. Ele agonizou muito antes de morrer”, conta a moradora ainda assustada com a cena. O Corpo de Bombeiros foi acionado e socorreu o rapaz, que não resistiu ao ferimento e morreu no Posto de Saúde da Coronel Antonino.

O caso - Conforme boletim de ocorrência, a polícia foi acionada para atender uma briga de família e quando chegou ao local foi informada pela mãe da vítima, que seus filhos se agrediram e Alberto Almeida usando um espeto de assar carne atingiu o irmão, Gilberto, com um golpe pescoço.

O autor foi preso em flagrante dentro da casa. À polícia, os vizinhos informaram que Alberto é esquizofrênico, tem mentalidade de criança e que estava há dias sem tomar a medicação. Ele está internado na Santa Casa sob escolta e passa por avaliação psiquiátrica.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions