A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

07/02/2015 20:32

Sesau promove ação de combate à Dengue e Chikungunya na Capital

Alan Diógenes

Durante toda a manhã deste sábado (7), equipes da CCEV (Coordenadoria de Controle de Endemias Vetoriais), da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública), abordaram consumidores que estiveram no Mercado Municipal e noCamelódromo da Capital. A ação teve como meta orientar e reforçar os pedidos de combate à proliferação do mosquito Aedes aegypti – transmissor da Dengue e da febre Chikungunya. A programação também contou com o lançamento do cronograma de mutirões para fevereiro, realizado no Mercado Municipal.

Apesar da queda no número de casos de dengue no ano passado, a diretora de Vigilância em Saúde da Capital, Marcia Dal Fabbro, reforça o pedido de medidas de prevenção para evitar epidemias para o próximo verão. “Precisamos estar atentos, pois agora temos dois vírus em circulação em Campo Grande – Dengue e Chikungunya, ambos transmitidos pelo mesmo vetor, o Aedes aegypti”, explica a médica infectologista.

O mesmo apelo à população faz o secretário de Saúde do Município, Jamal Salem, dizendo que “não adianta os agentes ficarem fazendo visitas e retiradas de entulhos, se esse trabalho não tem continuidade pelo morador, pois esse é um trabalho que nunca acaba e, por isso, precisamos estar sempre de olho em nossos quintais”.

O chefe do Setor de Controle de Vetores do CCEV, Alcides Ferreira, explica que “qualquer recipiente que acumule água parada pode ser um criadouro dos mosquitos transmissores e a população precisa se atentar a isso, pois cerca de 80% dos focos de proliferação dos mosquitos são encontrados em residências”.

Em 2014, Campo Grande ficou fora do risco de epidemia de Dengue, com 4.031 casos notificados e nenhum óbito, a menor taxa em cinco anos. Já em relação à febre Chikungunya, foram 46 casos notificados de setembro de 2014 até agora, sendo que apenas um paciente foi confirmado com o vírus.

Desde a segunda quinzena de janeiro deste ano, equipes estão realizando mutirão de limpeza de terrenos baldios e quintais de imóveis. A ação, que conta com 70 agentes comunitários e dez caminhões e duas pás-carregadeira acontece, a príncípio, no Jardim Noroeste, uma das regiões com maior índice de foco de Dengue, de acordo com o último Lira (Levantamento de Índice Rápido do Aedes aegypti), e se expandirá conforme cronograma, para outros bairros que também apresentam risco.

Dando continuidade nessa intensificação na eliminação de focos, o CCEV lançou cronograma de ações que envolvem blitz educativa; apitaço; caminhada; limpeza de terrenos; teatro e panfletagem em todas as regiões da Capital. Para esta ação, todas as unidades de saúde são colaboradoras e conta com 430 funcionários, entre agentes e supervisores.

Durante discussão, adolescente de 17 anos é esfaqueado pelo amigo
Um jovem de 17 anos foi levado em estado grave para a Santa Casa após ser esfaqueado na noite deste sábado, na frente da casa em que mora no Bairro G...
Após furtar obra, ladrão é capturado por moradores e ferido a tiros
Marcio Estacio Duarte Teixeira, de 31 anos, foi socorrido a Santa Casa de Campo Grande após ser atingido por dois tiros na madrugada deste domingo (1...


imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions