A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

12/03/2015 23:55

Sessão histórica que cassou o mandato de Alcides Bernal completa um ano hoje

Daniel Machado
Antes da votação ser concluída, Bernal deixa sede do Legislativo (Foto: Marcelo Victor)Antes da votação ser concluída, Bernal deixa sede do Legislativo (Foto: Marcelo Victor)

Nesta quinta-feira (12) completou um ano da histórica sessão da Câmara que cassou o mandato do prefeito Alcides Bernal (PP).

Dos 29 vereadores de Campo Grande, 23 votaram a favor da cassação por irregularidades em contratos emergenciais e seis foram contra, resultando na perda imediata do mandato e na transferência do comando do Executivo ao vice, Gilmar Olarte, também do PP.

Naquele 12 de março, a sessão de cassação teve início às 14h22 com a leitura da denúncia feita por dois empresários à Câmara Municipal contra as contratações do Chefe do Executivo.

A partir daí foi criada a Comissão Processante para investigar Bernal, diversos vereadores pró e contra utilizaram a tribuna e, por fim, a conclusão foi a de que o prefeito forjara uma situação de emergência para contratar empresas sem licitação.

Bernal também utilizou a tribuna para se defender das acusações, dizendo que agiu no sentido de proteger o interesse público e da coletividade. "Isso é uma injustiça, um atentado contra a democracia. Isso é imperdoável", declarou na ocasião.

No entanto, prevaleceu a posição da maioria dos vereadores e, às 22h36 do dia 12 de março de 2014, Alcides Bernal tornou-se o primeiro prefeito cassado da história de Campo Grande.

Chegou ao fim uma conturbada, polêmica e desastrosa relação entre o então prefeito e a Câmara Municipal de Campo Grande, que vinha desde o fim de 2012, antes mesmo da posse do prefeito, realizada em primeiro de janeiro de 2013.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions