A notícia da terra a um clique de você.
Campo Grande, Terça-feira, 23 de Janeiro de 2018

31/07/2014 17:22

Simpósio Internacional de Ciberjornalismo define projetos

Lidiane Kober

Marcado para 27 a 29 de agosto, o 5º Simpósio Internacional de Ciberjornalismo definiu e divulgou a lista completa das propostas aprovadas para apresentação nos Grupos de Trabalho.

O evento será realizado na UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e reunirá pesquisadores de várias instituições de ensino de todo o país.

Composta pelas professoras Karita Francisco, Thaísa Bueno e Katarini Miguel, a comissão organizadora frisa que os artigos completos devem ser enviados até o dia 24 de agosto.

Autores e coautores devem se inscrever no evento e o trabalho pode ser apresentado pelo autor ou pelo coautor. As regras para formatação dos artigos estão no endereço http://www.ciberjor.ufms.br/ciberjor5/chamada-de-trabalhos/

Já a inscrição e pagamento da taxa deve ser efetivada por meio do endereço: http://www.ciberjor.ufms.br/ciberjor5/inscricoes/. Nos próximos dias será divulgado o dia e hora de cada apresentação.

Confira a listagem dos trabalhos:

• Preferências do consumidor de notícias em plataformas móveis (Marina Lisboa Empinotti) – UFSC;
• Jornalismo Colaborativo e Informação Construída por vários leitores – estudo de caso do incêndio da boate Kiss (Higo da Silva Lima) – Universidade Federal Rural do Semi-Árido – Ufersa;
• A dinâmica da notícia nas redes sociais na internet: uma proposta de categorização da circulação a partir da forma de apresentação das postagens no Twitter e no Facebook (Maíra Sousa) – UFRGS;
• Como analisar blogs jornalísticos: uma proposta de investigação (Juliana Colussi) – Universidade Complutense de Madri;
• O uso das novas tecnologias na Comunicação Interna – fatalismo inarredável? (Kárita Emanuelle Ribeiro Sena) – UFMS;
• Geração de textos jornalísticos por software: a estrutura de organização do lead traduzida em código (Márcio Carneiro dos Santos) – UFMA;
• A influência das novas tecnologias de comunicação e informação nas novas formas de trabalho: o Teletrabalho (Greicy Mara França) – UFMS;
• A construção do texto jornalístico nos dispositivos móveis tablets e smartphones (Vivian Rodrigues de Oliveira) – UnB;
• Internet: um logradouro de ação política (Andressa Brito Vieira) – UFMA;
• Software cultural: como o Youtube impactou o mundo e o Mato Grosso do Sul (Fernanda Kintschner) – UFMS;
• O Ciberjornalismo de proximidade praticado nos cibermeios de Dourados (José Milton Rocha) – UFMS;
• As tecnologias e os processos de produção em grupos de comunicação (Felipe Rigon Dorneles) – UNIJUÍ – URGS;
• Resistência na sociedade de controle: jornalismo alternativo, novas linguagens e tecnologia (Thiago Andrade) – UFMS;
• Percepção de mudanças acadêmicas em Comunicação Social/Jornalismo: a visão de quatro universidades portuguesas sobre a formação Pós-Bolonha (Francisco Gilson Rebouças Pôrto Junior) – UFT;
• O currículo em Comunicação Social/Jornalismo: a formação Pós-Bolonha e a construção permanente de competências e habilidades (Daniela Barbosa de Oliveira) – UFT;
• Biossociabilidade e Estratégias de Comunicação em Rede: As mídias digitais como espaço de visibilidade para as pessoas com deficiência (Lia R. Lima Almeida) – PUC/SP;
• Aplicativos de celular para jornalistas (Alessandra de Falco) – Universidade Federal de São João del Rei;
• Redações convergentes e o impacto dos tablets nas rotinas produtivas jornalísticas (Alberto Marques)UnB;
• Jornalismo e Acessibilidade: Apontamentos sobre Contratos de Leitura para Efeitos de Reconhecimento de Leitores Especiais de Jornais Online (Joana Belarmino de Sousa) – UFPB;
• A Construção Espetacular da Imagem de Lukas Podolski no Ciberespaço durante a Copa do Mundo no Brasil (Rodolpho Raphael de Oliveira Santos) – Centro de Educação Superior Reinaldo Ramos-PB;
• Rotina produtiva em tempos de convergência midiática – Análise de produção RPC TV Ponta Grossa (Wilian de Jesus Ferreira) – UEPG;
• Estratégias crossmídia, transmídia e convergentes na produção narrativa do site “Recontando” (Raize de Jesus Souza) – UFRJ;
• Os memes são escalados na seleção da redação: o processo de memetização e difusão de informação no ciberespaço e o agendamento do jornalismo em Brasil X Alemanha na Copa do Mundo de 2014 (Sinaldo de Luna Barbosa) – UFPB;
• As manifestações de junho de 2013 na página do campograndenews no facebook: a publicação da notícia e a interação dos usuários (Elton Tamiozzo de Oliveira) – UFMS;
• Interatividade na comunicação: o usuário enquanto produtor de conteúdo (Cláudia Regina Ferreira Anelo) – UFMS;
• #pulafogueira: aprofundamento do modelo News Diamond na cobertura das manifestações de junho/2014 em Belo Horizonte (Jorge Rocha) – UENF;
• Produção audiovisual dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul: bordunas e filmadoras HD na integração midiática (Miguel Angelo Corrêa) – UFMS;
• Um panorama dos estudos científicos sobre comentários de leitores (Thaísa Bueno) – UFMA/PUC-RS;
• A rastreabilidade como característica do ciberjornalismo (Lucas Reino) – UFMA/PUC-RS;
• A correção de erros no jornalismo online: reflexões a partir do monitoramento de notícias e de entrevistas em cinco redações brasileiras (Lívia de Souza Vieira) – UFSC;
• Comunicação Pública no Cenário 2.0: Possibilidades e Desafios (Andreza Tasiane da Silva) – Metodista;
• Convergência tecnológica no radiojornalismo: a internet como ferramenta na produção jornalística nas emissoras de rádio da mesorregião sudeste de Mato Grosso (Cálita Fernanda Batista de Paula) – Unemat;
• Rádio e tecnologia: a produção de radiojornalismo da Guaíba, em ambiente de convergência (Roscéli Kochhann) – Unemat;
• Seo e Jornalismo: conhecendo as técnicas aplicáveis a conteúdos noticiosos (Ana Gabriela Faria Silva, Mirna Tonus) – UFU;
• Drones, sensores, tecnologia vestível, etc.: o efeito colateral das novas ferramentas para jornalistas (Alfredo José Lopes Costa) – UFMT;
• Notícia e hipertexto: uma reflexão sobre a narrativa jornalística (Ethiene Ribeiro Fonseca) – UFMS;
• Jornalismo de profundidade na Internet: o caso Amazônia Pública (Andresa Caroline Lopes de Oliveira) – UNIFEV;
• #mineirazo: O Ciberjornalismo e a atividade do Twitter durante a Copa do Mundo – 2014 (Lilian Cristina Monteiro França) – PUC/SP e UFSE;
• A presença do jornalismo colaborativo, do Fait Divers e das redes sociais na cobertura da tragédia de Santa Maria ( RS) pela Folha de São Paulo (Marcelli Alves) – UFMA/UnB;
• A participação do cidadão no jornalismo contemporâneo (José Alves Trigo) – Mackenzie;
• Influência da Internet na produção de pautas das televisões SBT MS e Record MS em Campo Grande-MS (Beatriz Longhini) – UFMS;
• O perfil do ensino de ciberjornalismo nas estruturas curriculares dos cursos de Jornalismo de Mato Grosso do Sul (Catarine Sturza) – UFMS;
• Estratégias para efeitos de atualização nos textos jornalísticos: diferenças das linguagens nos sites noticiosos, jornais impressos e revistas semanais (Milena Crestani Neto) – UFMS;
• A relação entre os princípios jornalísticos e a colaboração da audiência (Inara Silva) – UCDB;
Eleições na rede: fases e perspectivas da comunicação política (Janaína Ivo) – UFMS;
• Newsgames: uma forma inovadora de fazer jornalismo (Jéssika Elizandra Silveira de Oliveira) – UNESP;
• Webjornalismo nos dispositivos móveis: uma análise comparativa entre o conteúdo do webjornal e do aplicativo para smartphone do Estadão (Emanuelle Félix) – UESB;
• Convergência tecnológica: a internet como ferramenta jornalística nos meios de comunicação de alto taquari-MT (Claudinéia Rodrigues dos Santos) – Unemat;
• Grupos do Facebook como complemento às disciplinas presenciais de Jornalismo (Antonia Alves) – UFMT;
• Os valores-notícia nas redes sociais na internet (Kleiton Luiz Nascimento Reis) – UFSC;
• Jornalismo convergente e transmidiático: novos processos produtivos (Elaide Martins) – UFPA;
• Integração dos formatos midiáticos no especial multimídia a batalha de Belo Monte (Alciane Nolibos Baccin e Priscila Berwaldt Daniel) – UFRGS;
• A Interatividade como estratégia para fidelização de público: um estudo de caso na Rádio Independente 950 AM de Lajeado/RS (Rafael de Jesus Gomes) – UFSM;
• A hipermídia como potencialidade para o webjornalismo: uma proposta de análise para as seções de tecnologia dos jornais brasileiros na internet (Andressa Kikuti Dancosky, Denis Porto Renó) – UEPG;
• Ciberdiscurso indígena: Uma leitura semiótica (Mariana Marques Rocha) – UFMS;
• Multimidialidade e acessibilidade para pessoas com deficiência no webjornalismo da América do Sul (Karine Arminda de Fátima Segatto) – UEPG;
• Breve análise do ciberjornalismo brasileiro: da transposição à pirâmide deitada (Luiz Ricardo Goulart Hüttner) – UFPel;
• Blog Jovens Diplomatas: narrativas a serviço da informação (Ingrid Baquit) – UFCE;
• Usos do Twitter por jornalistas no processo de seleção, construção e veiculação da notícia – rotinas produtivas na web (Guilherme Augusto Campos da Rocha) – UCB;
• A evolução tecnológica dos jogos eletrônicos: do videogame para o newsgame (Eduardo Fernando Uliana Barboza) – Metodista;
• Chiraq sob o olhar do Noisey – apropriação dos movimentos de contestação pelo sistema (Jhonathan Wilker da Silva Pino) – CÁSPER LÍBERO;
• Interactividade e Participação em Ciberjornalismo (Celestino Joanguete) – Universidade Eduardo Mondlane;
• Afetiv(ações) e Subjetividade Maquínica: Desafios à Escrita Hipertextual (Maria Luiza Cardinale Baptista) – UCS;
• As fontes das manifestações de junho de 2013 (Lara Guerreiro Pires) – UFG;
• Poder Legislativo e redes sociais na internet: como a Câmara dos Deputados se utiliza do Facebook e Twitter para divulgação dos trabalhos legislativos? (Fernanda Vasques Ferreira) – UCB;
• O futuro do jornalismo está ligado ao futuro da Internet: modelos de negócios (Diólia de Carvalho Graziano) – UFS;
• A sociedade na era do big data: Dados demais, filtros de menos (Pedro Alexandre Cabral) – UFPI.



imagem transparente

Classificados


Desenvolvido por Idalus Internet Solutions